fbpx

Como guardar fotos e vídeos com segurança?

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp

Você sabe qual são as melhores opções para armazenamento e backup de fotos e vídeos para fotógrafos profissionais? Uma das maiores preocupações de um profissional do ramo é preservar todas os seus trabalhos, precavendo-se contra falhas de disco e escolhendo um sistema confiável de armazenamento e backup dos dados.

A boa notícia é que atualmente os fotógrafos têm mais opções do que nunca para armazenar seus ativos digitais. Aqui estão algumas das opções de backup e armazenamento de fotos mais recentes disponíveis para fotógrafos, juntamente com algumas dicas para montar a sua própria estratégia de armazenamento e backup.

Os fotógrafos tem uma grande quantidade de imagens e vídeos digitais que precisam proteger. Agora, considere o que aconteceria se sua unidade de armazenamento falhasse amanhã. Há backup de tudo que está gravado nele em outra unidade ou na nuvem? 

Seus backups são executados com que frequência? Muitas pessoas pensam que têm bons backups, mas quando algo acontece, elas percebem que o último backup foi feito há meses e está desatualizado. Leia este artigo e veja se você pode fazer algumas melhorias em seus sistemas para que você fique mais sossegado.

Hoje, existem ótimas opções para armazenar muitos dados digitais, como a coleção de fotos de um fotógrafo. Algumas dessas opções incluem armazenamento em nuvem, HDs externos, SSDs, sistemas DAS ou NAS. Não se preocupe, vou explicar o que tudo isso significa. O mais importante é encontrar a opção certa de armazenamento de fotos para você. Estas são as melhores opções de armazenamento de fotos para fotógrafos:

COMO ARMAZENAR FOTOS E VÍDEOS NA NUVEM?

À medida que o mundo da tecnologia está cada vez mais se movendo para a nuvem, mais fotógrafos estão optando pelo armazenamento em nuvem de suas fotos, por meio de serviços em nuvem como Google Drive , Microsoft OneDrive e Dropbox . Esses serviços sincronizam os dados em seu computador com os servidores na nuvem, permitindo acesso aos seus arquivos de qualquer computador ou dispositivo conectado à Internet. 

Esses serviços geralmente oferecem uma pequena quantidade de armazenamento gratuitamente, com a opção de pagar por mais espaço de armazenamento. No OneDrive você tem 5 GB gratuitos ou 1 TB de armazenamento para cada usuário por R$ 359,00 anuais. O Google Drive oferece 15 GB gratuitos ou 2 TB por R$ 350,00 anuais. Por cerca US$ 20 mensais você pode obter espaço ilimitado de armazenamento com Dropbox.

Embora o armazenamento em nuvem esteja crescendo em popularidade, não é a solução certa para todos. Se você tiver uma grande quantidade de imagens RAW para armazenar, o armazenamento em nuvem de todos os seus dados pode não ser viável. Se você é um fotógrafo que também grava vídeos, precisará de uma quantidade ainda maior de espaço de armazenamento.

Outra consideração é a velocidade da Internet em casa e quaisquer limites de dados. Se você estiver em uma área rural ou tiver acesso limitado à internet sem fio, o armazenamento em nuvem pode não ser uma boa opção para você.

ARMAZENANDO FOTOS EM HD EXTERNO

Se você estiver armazenando seus arquivos localmente, a maioria dos fotógrafos precisará de pelo menos uma unidade externa, além do HD interno do computador. A opção mais popular é usar um disco rígido externo para esse armazenamento extra, e eles são muito acessíveis. 

Seagate e Western Digital são algumas das marcas mais comuns. LaCie é outra marca de nicho especialmente popular entre os usuários de Mac. Os HDs vêm em dois tamanhos principais: modelos de desktop de tamanho normal que utilizam HDs de 3.5 polegadas, e modelos portáteis com HDs de 2.5 polegadas. 

As unidades de tamanho normal tem muito mais capacidade de armazenamento, portanto, se o seu HD ficar parado em sua mesa ao lado do computador, esta é a sua melhor escolha. Se você usa um laptop e trabalha com frequência em locais diferentes, um HD portátil é provavelmente mais conveniente para você.

Ao comprar um HD externo, a preocupação principal é com a quantidade de espaço de armazenamento disponível. Como suas necessidades de armazenamento geralmente crescerão mais rápido do que você espera, é recomendável adquirir o maior HD que você puder pagar. Unidades externas com pelo menos 4 TB de capacidade de armazenamento são o mínimo recomendável, para que você tenha espaço para crescer. 

UNIDADES DE ESTADO SÓLIDO (SSD)

A maioria dos dispositivos de armazenamento vendidos ainda são HDs tradicionais, mas as unidades de estado sólido estão se tornando cada vez mais populares à medida que os preços caem. O principal benefício de um SSD é que eles são mais rápidos na transferência de dados. 

Além disso, como não têm peças móveis, os SSDs geralmente são mais resistentes e confiáveis do que os discos rígidos giratórios. Portanto, se você deseja melhorar o desempenho do seu computador, as unidades de estado sólido são uma ótima escolha para a unidade principal que contém o seu sistema operacional.

No entanto, as unidades de estado sólido ainda são significativamente mais caras por gigabyte do que as unidades de disco rígido tradicionais, portanto, ainda não são tão comuns. As maiores unidades de estado sólido comuns têm 480 GB e custam em torno de R$ 400,00. Em comparação, um HD portátil de 2 TB custa um pouco menos do que isso. Como os preços dos SSDs continuarão caindo nos próximos anos, será cada vez mais comum encontrar um SSD como o sistema de armazenamento primário do seu computador.

SISTEMAS DE ARMAZENAMENTO DAS E NAS

Se você tiver uma grande quantidade de dados para armazenar, pode estar interessado em obter um Drobo ou dispositivo de armazenamento semelhante. Essas dispositivos contêm vários discos rígidos que funcionam juntos para um melhor desempenho e maior capacidade de armazenamento. Eles usam uma tecnologia conhecida como RAID para espelhar os dados em várias unidades. 

Quando um disco rígido dentro da unidade falha, você pode simplesmente substituir aquele único HD e não perderá nenhum dado. Esses dispositivos vêm com dois tipos de conexão diferentes: Direct Attached Storage (DAS), o que significa que eles se conectam diretamente ao seu computador, ou Network Attached Storage (NAS), que se conecta à sua rede doméstica. 

Embora esses dispositivos sejam uma solução mais cara do que um HD externo padrão, eles oferecem mais espaço e segurança nos dados. Drobo, LACIE, PROMISE, QNAP e Synology são cinco das marcas mais populares entre os fotógrafos. 

A Drobo fabrica dispositivos DAS e NAS e eles são projetados para o mercado consumidor como uma solução de armazenamento fácil de usar. Eles se tornaram muito populares entre os fotógrafos nos últimos anos por causa da facilidade em configurá-los. LACIE, PROMISE, QNAP e Synology fabricam dispositivos NAS exclusivamente e seus produtos possuem recursos avançados que atraem o público mais experiente em tecnologia. 

Um NAS ou DAS é excelente para organizar os seus arquivos digitais, e todo fotógrafo profissional deveria possuir um. Imagine a bagunça que seria ter dezenas de HDs externos com seus respectivos cabos USB e fontes de alimentação, com uma cópia em casa e outra no escritório para maior segurança. Convenhamos que não é um sistema inteligente. 

Se você organizar seus arquivos de fotos e vídeos em um NAS com 8 baias configurado em RAID 6, cada uma contendo um HD de 20 TB, você teria uma capacidade impressionante de 120 TB espaço de armazenamento! Depois de consolidar os seus arquivos, você poderá fazer uma cópia em um segundo NAS que deverá ser mantido em local diferente do primeiro. Usando softwares adequados, você pode até mesmo fazer a sincronização entre os 2 NAS automaticamente.

MATRIZES RAID PARA FOTOGRAFIA E VÍDEO PROFISSIONAL

Se você estiver trabalhando com grandes arquivos de mídia, provavelmente precisará de mais espaço de armazenamento do que uma única unidade pode fornecer. Embora você possa simplesmente comprar vários HDs externos, uma matriz RAID é uma alternativa melhor porque usa várias unidades juntas para aumentar a velocidade, ao mesmo tempo que protege seus dados. 

Você pode configurar sua própria matriz RAID usando o próprio Windows, mas um NAS com uma matriz RAID com uma controladora dedicada de hardware fornecerá melhor desempenho. Além disso, você deve usar HDs com o mesmo tamanho, velocidade e até mesmo modelo para que sua matriz RAID possa fornecer o desempenho ideal. Continue lendo para descobrir qual configuração RAID popular pode ser a certa para suas necessidades.

RAID 1 – Requer um mínimo de duas unidades e só funciona com um número par de unidades, fazendo um espelhamento completo de um disco na outra unidade. Isso significa que o RAID 1 não será mais rápido ou terá mais armazenamento do que um único drive, mas é a única opção real para redundância completa de dados. Você deve ter em mente que, devido à redundância de dados, você perde metade do armazenamento no RAID 1. O RAID 1 é uma boa escolha para fotógrafos que desejam fazer backup de suas fotos, mas não tanto para editores de vídeo, a menos que você tenha tempo, muita paciência e muito espaço de armazenamento.

RAID 5 – Popular entre os editores de vídeo, o RAID 5 é uma boa opção se você deseja velocidade e proteção contra falhas nos HDs. No RAID 5, uma unidade pode apresentar falhar sem que você perca nenhum dado. Ele também pode fornecer velocidades significativamente mais rápidas do que uma única unidade. O RAID 5 requer pelo menos três unidade, sendo que o espaço de uma unidade será utilizada para redundância dos dados.. Portanto, se você tiver três unidades em RAID 5, perderá 33% do seu armazenamento. No entanto, se você tiver quatro unidades em RAID 5, perderá apenas 25% do seu armazenamento. Mas tenha cuidado. Adicionar mais unidades ao RAID 5 aumenta sua chance de ter duas falhas de unidade, o que resultará na perda de todos os seus dados.

RAID 6 – É semelhante ao RAID 5, mas pode resistir a duas falhas de unidade na matriz sem que isso leve à perda dos dados. No entanto, isso significa que também requer uma unidade extra como requisito mínimo, portanto, se você estiver indo para o RAID 6, precisará de pelo menos quatro unidades. Portanto, se você optar pelo requisito mínimo de quatro unidades no RAID 6, perderá metade do seu armazenamento. Ou 33% se você utilizar seis unidades, e assim por diante.

RAID 10 – O RAID 10 é ideal para situações em que o desempenho e a segurança são as prioridades. O RAID 10 tem um desempenho de gravação muito rápido e é seguro. As desvantagens óbvias são que o RAID 10 tem menos capacidade de armazenamento, sendo equivalente `a metade da capacidade somada de todos os discos. Uma configuração RAID-10 exige pelo menos 4 HDs para ser configurado.

BACKUP DE FOTOS E VÍDEOS NA NUVEM

Qualquer que seja a opção escolhida para armazenar suas fotos, vídeos e outros arquivos digitais, você também precisa se certificar de que possui um plano de backup sólido. Os discos rígidos podem apresentar falhas repentinas, o HD externo pode cair no chão, o seu serviço nas nuvens pode entrar em falência. Se você não tiver um backup completo, estes incidentes podem ser devastadores, tanto pessoal quanto profissionalmente.

Além da proteção em caso de falha da unidade de armazenamento, um bom plano de backup também trata de outros riscos aos seus dados. Computadores e discos rígidos podem ser roubados, destruídos por inundações ou incêndios, e os discos podem ser corrompidos por vírus ou ransomware. Por esse motivo, a estratégia de backup 3-2-1 tradicional exige que você tenha três cópias de seus dados, duas localmente e uma externa.

O QUE É UM BACKUP?

Um backup é uma cópia adicional de seus dados de um momento específico. Se você salvar a única cópia de suas imagens em um HD, isso não é um backup, você estará apenas armazenando seus dados. Sincronização em nuvem e redundância RAID também não são verdadeiros backups. 

Isso ocorre porque em uma sincronização em nuvem ou em uma configuração de RAID de um NAS, se você excluir um arquivo ou ele for corrompido, ele será imediatamente excluído ou corrompido em ambos os lugares. E o que acontece se você perder o acesso ao seu serviço em nuvem ou seu NAS não ligar?

BACKUPS LOCAIS

A opção mais fácil para um backup local é um espaçoso HD externo ou um dispositivo DAS / NAS configurados com software de backup automatizado. Sem um software de backup automatizado, é muito fácil esquecer o backup por alguns dias (ou semanas, ou meses). MacOS inclui TimeMachine para configurar backups automatizados. 

O Windows 10 tem um recurso de histórico de arquivo que faz backup dos dados do usuário, mas se você quiser restaurar todo o seu computador, existem vários softwares para isso. Embora os backups locais sejam os mais convenientes para copiar e restaurar arquivos, eles não são adequados para proteger seus dados em caso de roubo, incêndio ou inundação. É por isso que um backup externo também é recomendado.

BACKUPS EM NUVEM

Para backups externos, a solução mais fácil é um serviço de backup em nuvem. Com um serviço de backup na nuvem, seu primeiro backup pode levar semanas ou meses, dependendo da velocidade da sua internet e de quantos dados você tem para fazer backup. Após o backup inicial, o software sincroniza automaticamente somente os arquivos novos ou alterados. Assim,  seu backup na nuvem permanecerá atualizado porque apenas uma pequena quantidade dos dados que foram criados ou alterados precisam ser copiados a cada dia.

OUTRAS OPÇÕES PARA BACKUP EXTERNO

Se os backups em nuvem não funcionarem para você porque o seu acesso à Internet é muito lento ou irregular, a melhor opção é usar dois HDs externos com o mesmo backup. Para maior segurança, mantenha os dois backup em locais diferentes, por exemplo, deixe um HD externo na empresa, e outro em sua casa.

A E-RECOVERY é uma das empresas mais capacitadas de recuperação de dados do Brasil e podemos ajudá-lo quando você ou a sua empresa sofrer uma perda de dados. Com mais de 15 anos de mercado, recuperamos dados de HDSSD, RAID e outros dispositivos. Consulte-nos para um orçamento sem compromisso quando você perder seus arquivos e precisar recuperá-los!

Rolar para cima