Recuperação de SSD

A E-Recovery é a empresa líder no Brasil quando você precisa RECUPERAR DADOS DE SSD com vários tipos de problemas como dados deletados ou que não são mais reconhecidos pelo computador.

Quanto isto acontecer, você precisará de uma empresa especializada em RECUPERAR SSD QUEIMADO OU DANIFICADO. 

Nesta página, você saber mais sobre:

A E-Recovery recupera dados perdidos de SSD de quase todas as marcas:

  • Recuperação de dados em SSD AMD;
  • Recuperação de dados em SSD Corsair;
  • Recuperação de dados em SSD Crucial;
  • Recuperação de dados em SSD Intel;
  • Recuperação de dados em SSD Kingston;
  • Recuperação de dados em SSD Lite-On;
  • Recuperação de dados em SSD OCZ-Toshiba;
  • Recuperação de dados em SSD Plextor;
  • Recuperação de dados em SSD PNY;
  • Recuperação de dados em SSD Samsung;
  • Recuperação de dados em SSD Sandisk;
  • Recuperação de dados em SSD Seagate;
  • Recuperação de dados em SSD Transcend;

Entre muitas outras marcas!

O que é um SSD?

Um disco SSD (também chamado de HD SSD) é um tipo de mídia sem partes móveis e que armazena dados em chips de memória. 

Isto aumenta consideravelmente o desempenho do computador, oferecendo maior confiabilidade e velocidade em comparação com um HD convencional. 

Este tipo de disco sólido também consome menos energia e sofre menos com o aquecimento dos componentes. 

Como não usa partes móveis, um SSD não está sujeito à falhas mecânicas que podem ocorrer com um HD tradicional. 

Três componentes principais compõem um SSD: uma controladora, chips de memória e firmware. 

Ele pode ser fabricado em vários formatos diferentes: SATA, SAS, mSATA, PCI-E ou NVMe. 

Um computador que possui instalado um HD SATA pode facilmente sofrer um upgrade apenas substituindo-o por uma unidade SSD. 

Quando seu HD SSD ficar inacessível por desgaste das células ou firmware corrompido, a E-Recovery poderá recuperar seus dados na maior parte dos casos. 

Consulte-nos para saber se o seu modelo é suportado e para ter uma estimativa de custos.

Por que um SSD pode parar de funcionar?

O mau funcionamento de um SSD ocorre quando há um dano físico ou uma falha no circuito interno do disco e não estará mais acessível.

Nenhuma das técnicas tradicionais usando software poderá recuperar dados do SSD. 

As informações são gravadas em células de memória, que tem um certo tempo de vida. 

Dispositivos baratos baseados na tecnologia TLC suportarão cerca de 100 ciclos de gravação em cada célula. 

Discos SSD empresariais com tecnologia SLC e MLC podem suportar até 1000 ciclos de gravações por célula.

Outro ponto fraco é o firmware, que pode parar de funcionar e o disco não será mais reconhecido.

O firmware é o programa interno que gerencia todo o funcionamento do SSD. 

As falhas podem ocorrer após uma atualização de firmware mal-sucedida ou simplesmente por bugs de projeto. 

Recuperar SSD danificado é caro?

Certas implementações da tecnologias SSD podem complicar o processo de recuperação e diminuir a capacidade de recuperar dados. 

Muitos fatores afetam o custo da recuperação de um SSD, incluindo equipamentos, instalações e gastos com recursos humanos. 

No entanto, pesquisa e desenvolvimento é o maior culpado para o preço relativamente alto da recuperação de dados de SSD. 

A mudança gradual do armazenamento magnético para o sólido requer o desenvolvimento de um conjunto completamente novo de técnicas de recuperação de dados. 

Essas técnicas produzem vários graus de sucesso, são caras e demoradas para serem executadas.

Como recuperar SSD que não é mais reconhecido?

A técnica tradicional de dessoldar os chips e soldar numa placa idêntica não é mais adequada para este tipo de problema. 

Os modernos SSDs utilizam chips de memória BGA de alta densidade que são extremamente sensíveis ao  calor excessivo. 

Como a tecnologia de recuperação de SSD progrediu rapidamente, agora não precisamos mais remover os chips de memória da placa de circuitos impresso. 

Essa era a maneira mais confiável, difícil e demorada de recuperar dados de unidades SSD antigamente.

Modernas ferramentas especializadas em RECUPERAR SSD QUEIMADO são utilizadas para este fim sem necessidade de remover estes microchips.

A ferramenta especializada baseada em hardware irá acessar diretamente o banco de memória, sem passar pelo firmware do SSD num modo especial chamado “technological mode”. Veja como isto é feito lendo o post especial do nosso blog. 

Quais tipos de SSD podem ser recuperados?

No momento, somente é possível RECUPERAR DADOS DE SSDs baseados no protocolo SATA. 

Ou seja, modelos como o Samsung 950 Pro (PCI-E) ou SSDs de MacBook ou iMac (com barramentos proprietários não são suportados. 

Modelos com o barramento M.2, também não são suportados.

Arquivos deletados podem ser recuperados, desde que o comando TRIM não esteja ativado. 

Neste caso os arquivos são excluídos definitivamente ao ser executado o comando de apagamento.

Discos SSD internos que contém o sistema operacional normalmente ativam o comando TRIM. 

Entretanto, SSD’s utilizados em cases externos ou componentes de um array RAID não ativam o TRIM. 

Nestes casos, a chance de recuperação em discos formatados ou com dados deletados é maior.

Como a tecnologia avança diariamente, consulte-nos sobre a possibilidade de recuperar dados seu modelo, quem sabe ele já não é suportado atualmente?

 

O que é o comando TRIM de um SSD?

Existe uma quantidade máxima de vezes que você pode gravar dados uma única célula da memória antes que ela se torne inutilizável. 

Este limite geralmente varia de 1.000 até 100.00 ciclos de gravação, dependendo da tecnologia utilizada em seus chips de memória.

Um SSD de uso empresarial usa a tecnologia SLC (Single Level Cell) ou MLC (Multi Level Cell). Discos SSD baratos usam TLC (Triple Level Cell). 

Os SSDs tentam distribuir dados de forma igual em todos as células dos chips de memória para que cada uma dure aproximadamente tanto quanto seu vizinho. 

O firmware e o controlador do SSD ajudam a regular o uso das células em um processo conhecido como “TRIM”. 

Quando um arquivo é deletado em um SSD, os ponteiros que mostram onde ele estava armazenados nos vários setores são zerados na MFT (Master File Table) como num HD normal. 

Num disco rígido, a área ocupada pelo arquivo continua intacta. Mas o TRIM realmente limpará as células gravando uma sequência de “0” no lugar do arquivo excluído!

Vamos ilustrar isto de uma maneira mais fácil. Imagine uma revista que tenha um índice na página 3. As páginas 4 até 100 contém as matérias da revista.

Num HD normal, a página 3 é arrancada, mas as páginas de 4 até 100 continuam lá. Num SSD, todas as página seriam eliminadas, impossibilitando a sua reconstrução.

O processo de nivelamento do desgaste pode falhar devido a um problema de firmware, ou algumas células podem simplesmente morrer prematuramente.

Isto causa um grande problemas em recuperar SSD formatado ou com dados deletados.

Veja mais detalhes neste post do nosso blog, onde abordamos o tema “Quanto tempo dura um SSD?”

Modelos suportados atualmente:

Adata SP550, data SU800

AMD Radeon R7, AMD Radeon R3 (SM2256)

Corsair Extreme series, Corsair Neutron series, Corsair Nova, Corsair Force LS, Corsair Force LX

Crucial BX100, Crucial C300, Crucial C400, Crucial MX100, Crucial MX200, Crucial M225, Crucial M4, Crucial M500, Crucial M550

Goodram CX100, Goodram CX300, Goodram S400U

Intel X18, Intel X25, Intel 320, Intel 510, Intel 710, Intel Postville family (PC29AS21AA0)

Kingston SSDNow UV300, Kingston SSDNow KC400, Kingston HyperX Savage, Kingston SMSM15S3, Kingston A400, Kingston V100 (JMF 616 and Toshiba TC58NCF616GDT), Kingston V200 (JMF 667 and Toshiba TC58NCF667GDT – suporte parcial)

Lite On LCH-256V2S-11, Lite-On MU3

OCZ Vertex 1, OCZ Solid 2 series, OCZ (Barefoot 3) family (IDX500Mxx), OCZ ARC 100, OCZ Vector, OCZ Vector 150, OCZ Vector 180, OCZ Vertex 450, OCZ Vertex 460, OCZ Vertex 460A, OCZ Vector 480, OCZ (Toshiba) Trion 100, OCZ (Toshiba) Trion 150, Toshiba Q300

Patriot Blaze, Patriot Blast, Patriot Spark

Plextor M3, Plextor M3 Pro, Plextor M5S, Plextor M5 Pro, Plextor M5 Pro Extreme, Plextor S2C, Plextor M6V

PNY CS1111

RevuAhn 850X, RevuAhn 850X, RevuAhn 900T PRO

Samsung MLC (S3C29RBB01-YK40 CPU based), Samsung 470 Including Apple models (S3C29MAX01-Y340 CPU based), Samsung PM810 (mSATA version of 470) (S3C29MAX01-Y340 CPU based), Samsung 830 Including Apple models (S4LJ204X01-Y040 CPU based), Samsung PM830, (S4LJ204X01-Y040 CPU based), Samsung 840 (S4LN021X01-8030 CPU based), Samsung PM840 (S4LN021X01-8030 CPU based), Samsung PM841 (S4LN021X01-8030 CPU based), Samsung 840 Pro (S4LN021X01-8030 CPU based), Samsung 840 Evo (Including mSATA) (S4LN045X01-8030 CPU based), Samsung PM851 (Including mSATA) (S4LN045X01-8030 CPU based), Samsung CM871 (S4LN054X02-Y030 CPU based), Samsung 850 Pro (S4LN045X01-8030 CPU based)

Sandisk SSD Plus (SM2246XT), Sandisk X300; Partial support! (except BSY state drives!), Sandisk Ultra II; Partial support! (except BSY state drives!), Sandisk Ultra Plus; Partial support! (except BSY state drives!), Sandisk Genesis; Partial support! (except BSY state drives!), Sandisk Vulcan; Partial support! (except BSY state drives!), Sandisk X110 (M.2 2260) Partial support! (except BSY state drives!)

Seagate 600 series

Silicon Motion family (SM2246LT, SM2246XT, SM2246EN, SM2256K, SM2258H, SM2258G), Silicon Power Slim S55 (PS3111), Silicon Power Slim S60

Smartbuy Firestone, Smartbuy Ignition 2, Smartbuy Ignition 4, Smartbuy Revival, Smartbuy Revival 2, Smartbuy S9M, Smartbuy S11T

Transcend TS256GSSD360S (P3XV60 =SM2246XT)

CFast Lexar Professional 3400; MOSTLY ALL OTHER DRIVES BASED ON SM2246, SM2256 and SM2258 (Intel modifications are not supported!), Phison family (PS3105, PS3108, PS3109, PS3110, PS3111, Toshiba TC58NC1000, Kingston CP33238B), MOSTLY ALL OTHER DRIVES BASED ON PS3105/PS3108/PS3109/PS3110/PS3111/Toshiba TC58NC1000/Kingston CP33238B CPU, Marwell VanGogh \ VanGogh 2 family (88SS9174, 88SS9187, 88SS9189, 88SS9190, 88SS1074), Indilinx Barefoot family (IDX100/IDX110), JMicron\Toshiba family (JMF616 and TC58NCF616GDT), LAMD family (LM87800)

Nossos clientes e depoimentos

Na nossa página de depoimentos, você poderá encontrar mais de 60 relatos reais de clientes de vários tipos de dispositivos. Se você tiver um tempinho, poderá ler os vários casos. Provavelmente, um deles será semelhante ao seu problema.

“Saiu fumaça do meu disco e a placa foi queimda. O hard disk foi levado na empresa Connect Barra – Barra da Tijuca – RJ.  Infelizmente, eles não conseguiram resolver o problema. Procurando na Internet, achei a E-Recovery em SP. Desde o primeiro contato eles se mostraram super solícitos, educados e comprometidos em resolver o meu problema de perda de dados. Eles me colocavam a par do que estava acontecendo quase diariamente, o que proporciona tranquilidade ao cliente. Só posso dizer que são muito competentes e educados. Parabéns a todos da empresa E-Recovery. Inclusive já estou indicado outros clientes para eles.” – Cleyton Rego 

 

WhatsApp chat