RAID 0, RAID 1, RAID 5, RAID 10, RAID 50, RAID Z

Recuperação de RAID

Recupere seus arquivos com  a empresa nº 1 em Recuperação de Dados de RAID do Brasil!

RECUPERAÇÃO DE RAID

A tecnologia RAID reúne vários HDs para funcionarem em conjunto, com o objetivo de aumentar o desempenho e segurança do sistema de armazenamento.

Somos a empresa de recuperação de RAID mais bem-avaliada do Brasil, com índice de sucesso superior a 90% dos casos recebidos.

Com mais de 7300 clientes satisfeitos e 15 anos de experiência, possuímos uma completa infra-estrutura tecnológica para recuperar dados de RAID de qualquer configuração existente.

Veja na nossa página de depoimentos e comprove! Nenhuma outra empresa possui tantas recomendações de clientes de RAID como a E-Recovery.

Ligue ou envie uma mensagem via WhatsApp para 11-99397-5583 (24 horas),  para iniciar a RECUPERAÇÃO DE RAID!

NÃO IMPORTA O MOTIVO DA PERDA DOS DADOS, SE FOR TECNICAMENTE POSSÍVEL, A E-RECOVERY IRÁ RECUPERÁ-LOS!

Saiba mais sobre RAID Data Recovery

RECUPERAÇÃO DE RAID (Redundant Array of Independent Disks) é o serviço de recuperação de dados perdidos de múltiplos discos rígidos configurados para trabalhar conjuntamente. Este é um dos mais complexos e difíceis serviços que uma EMPRESA DE RECUPERAÇÃO DE DADOS pode enfrentar no seu dia-a-dia. Para a restauração do array será necessária a decodificação dos pârametros da controladora RAID, a reconstrução do volume e posterior recuperação dos dados. Os índices de sucesso neste tipo de trabalho podem variar muito, dependendo do que já foi feito anteriormente por outras empresas ou pelo departamento de TI da sua empresa.

A E-Recovery pode recuperar qrquivos perdidos de qualquer sistema de armazenamento de dados, independente de fabricante, modelo ou tipo de array configurado (RAID 0, RAID 1, RAID 5, etc). Não importa o problema ou a capacidade do sistema, nós podemos recuperar seus dados! Recuperamos dados de Servidor, NAS ou Storage configurados em RAID da Asustor, Dell, Drobo, IBM, Iomega, Lacie, Lenovo, Promise, QNAP, Seagate, Supermicro, Synology, WD e de qualquer outro fabricante. Suportamos qualquer tipo de sistema de arquivos, tais como NTFS, ext2/3/4, XFS, VMFS, HFS+, exFAT, BTFS, ReFS. Recuperamos RAID de qualquer marca e modelo de controladora, seja ela LSI, IBM, HP, Highpoint, Adaptec, Areca ou Intel.

Um sistema configurado com a tecnologia RAID (Redundant Array of Independent Disks) reúne vários discos rígidos para funcionarem em conjunto. O objetivo é o aumento no desempenho e segurança através da redundância dos dados gravados. Alguns sistemas RAID podem ser projetados para continuarem em execução em modo degradado, mesmo quando um ou mais discos apresentarem problemas. Atualmente, a tecnologia RAID é quase onipresente entre os dispositivos de armazenamento corporativos, tais como storages e NAS.

Recuperamos RAID de todos os tipos de arranjos mais comuns como RAID 0, RAID 1, RAID 5, RAID 6, RAID 10. E também dos menos utilizados como RAID 2, RAID 3, RAID 4, RAID-7, RAID S, Linux MD, JBOD, ZFS, BeyondRAID, SimplyRAID, HP EVA, etc. Abaixo está uma descrição dos diferentes níveis de RAID que são mais comumente usados em matrizes de armazenamento. 

A denominação RAID não é realmente correta para este tipo de array porque não há nenhuma redundância nos dados. Ele aproveita integralmente a capacidade de todos os discos. No entanto, o RAID 0 tem a pior proteção de dados de todos os níveis de RAID. Se houver a falha de um dos discos do RAID 0, todos os dados serão perdidos. Quanto mais discos no array, maior a probabilidade de um disco rígido falhar. Seus dados estão mais em risco em uma matriz RAID 0 do que qualquer outro tipo de matriz RAID.

Faz o espelhamento do conteúdo em um ou mais discos. Se um dos discos ficar inacessível, o sistema continuará funcionando. O outro HD mantém uma cópia fiel e atualizada de todo o conteúdo do HD com falha. Recuperar dados de um array RAID 1 geralmente não é muito mais difícil do que recuperar dados de um único HD. Mas quando vemos casos de recuperação de RAID 1 em nosso laboratório, geralmente é porque esses dois discos falharam. Quando o seu RAID 1 falha, o HD que parou de funcionar por último tem a cópia mais atual dos seus dados.

Um array RAID 5 exige a instalação de no mínimo 3 discos. Oferece a segurança do RAID 1 com a velocidade do RAID 0, com ganhos na velocidade de acesso aos arquivos ao mesmo tempo que permite a redundância nos dados. A capacidade de armazenamento será sempre de N-1. Pode continuar funcionando em modo degradado, mesmo com a perda de um dos HDs, até a substituição do disco defeituoso. Nesse estado degradado, você ainda poderá acessar os dados normalmente. Entretanto, se um segundo HD falhar, toda a sua matriz ficará inacessível.

No RAID 6, os dados são divididos nos vários HDs e a paridade dupla é usada para armazenar e recuperar dados. Usando os dados de paridade, o controlador transforma a nova unidade em uma duplicata exata da antiga. Semelhante aos RAID 5, com a diferença de suportar a perda de até dois discos sem perda dos dados. O RAID 6 requer pelo menos quatro unidades. Em um sistema RAID 6 em estado degradado, o tempo de rebuild pode ser bastante longo. Durante esse período, se ocorrer uma terceira falha da matriz, os dados serão perdidos.

Também conhecido como 1 + 0, o RAID 10 oferece a segurança do RAID 1 com a velocidade do RAID 0. Tudo sem a necessidade de cálculos de paridade. Este tipo de array necessita de pelo menos 4 discos para ser implementado e a capacidade de armazenamento será a metade da somatória de todos os discos. Com a manutenção adequada do sistema, a perda de dados é relativamente incomum em um arranjo RAID 10.

RAID 50 é muito parecido com o RAID 10, combinando dois ou mais arrays RAID 5 e distribui dados entre eles em um RAID 0. Isso oferece desempenho e redundância de vários discos, contanto que os discos ausentes estejam em diferentes arrays RAID 5. Ele distribui os dados em pelo menos dois RAID 5. O RAID 50 oferece maior desempenho de gravação e melhor proteção de dados, incluindo rebuilds mais rápidas do que o RAID 5 no caso de uma falha no disco.

Como não oferece nenhuma redundância, tecnicamente JBOD não é um RAID. Num arranjo JBOD (Just a Bunch Of Disks), você costura o final de um disco rígido com o começo do próximo, aparecendo para o sistema operacional como um único grande volume sem lacunas ou costuras. Como o RAID 0, o JBOD tem um alto risco de perder a configuração. Quando uma unidade em um JBOD falha, todo o volume fica inacessível. 

O BeyondRAID é  uma espécie de mistura de RAID 5 e RAID 6 e utiliza um algoritmo proprietário, permitindo misturar discos rígidos de tamanhos diferentes. Vpcê poderá trocar os discos de lugar nas baias originais, sem que isto desencadeie um rebuild que leve à perda dos dados. Entretanto, por se tratar de uma tecnologia proprietária, a sua recuperação é mais difícil e complexa do que os arranjos RAID tradicionais.

O ZFS é um sistema de arquivos e gerenciador de volume lógico criado pela Sun Microsystems Inc, com recursos de armazenamento integrados, como:

  • Replicação 
  • Deduplicação 
  • Compressão 
  • Snapshots
  • Clones 
  • Proteção de dados 

Este é um RAID não padrão que usa o sistema de arquivos ZFS. Nenhum outro sistema de arquivos pode ser usado para este array. O sistema de arquivos ZFS usa um nível adicional de somas de verificação para pesquisar dados corrompidos, sem exibir as mensagens apropriadas. O ZFS usa somas de verificação com qualquer nível de redundância, incluindo pools de discos únicos. O mecanismo de distribuição é semelhante ao RAID 5, mas usa largura de banda dinâmica. Qualquer bloco, independentemente de seu tamanho, tem sua própria largura de banda RAID, o que significa que cada registro RAID-Z é um registro de banda completa. Além disso, esse array tem desempenho e velocidade muito altos, ainda melhores que o RAID 5 nesse aspecto.

Sim, isso é prejudicial ao seu RAID. A configuração do array RAID é armazenada no controlador. Normalmente, o controlador do RAID tem uma bateria adicional; e se não houver problema de energia e a bateria estiver fraca, a configuração RAID será perdida.

A quantidade e tamanho dos HDs que compõe o arranjo RAID é o primeiro deles. Um storage de 12 discos de 4 TB configurado em RAID-5 terá uma capacidade de armazenamento de 44 TB. O número de arquivos gravados num sistema RAID é uma outra variável importante. Já recebemos casos onde mais de 150 milhões de arquivos precisavam ser recuperados. Por causa de sua complexidade, dificilmente a área de TI de sua empresa terá condições de efetuar este tipo de recuperação. Se você precisar de uma empresa capacitada, conte com a E-Recovery!

Não, isto não é possível. Com apenas um disco rígido de um array RAID, você não recuperará nenhuma quantidade significativa de dados. Em uma matriz RAID de 4 unidades, cada unidade conterá apenas pedaços do arquivo que estarão fatiados em vários segmentos. A única maneira de fazer a RECUPERAÇÃO DE DADOS no caso do arranjo ficar inacessível é remontar o volume, descobrindo o intricado funcionamento de como a controladora distribui os dados em todos os discos.

Falhas múltiplas em HDs de RAID acontecem com uma freqüência alarmante durante o processo de rebuild. Quanto maior o número de discos rígidos, maior o risco. Quando um disco rígido de um array RAID apresenta problemas físicos ou eletrônicos, é bem provável que os discos remanescentes comecem a falhar em curto espaço de tempo. Isto é mais de comum de acontecer do que se imagina. Dependendo do tamanho do array, este processo pode prolongar-se por vários dias. Durante o processo de reconstrução do array RAID, os HDs serão exigidos intensivamente durante um longo período do tempo.

Muitos dos casos de recuperação de RAID que recebemos na E-Recovery tem como causa problemas nos discos rígidos. Isto não seria um problema em si, mas se uma segunda unidade falhar durante o processo de rebuild do array, isto pode ser catastrófico. Quando um disco rígido falhar, a tendência é que os demais comecem a apresentar problemas em curto prazo. Os problemas mais comuns que podem acontecer com um sistema RAID (Redundant Array of Independent Disks) são:

 

  • Perda da configuração RAID
  • Controladora RAID queimada
  • Firmware corrompido
  • HDs com falha ou inacessíveis
  • Partição corrompida
  • Partição em modo RAW
  • Rebuilds não finalizados
  • Servidor com danos eletrônicos
  • Virus / ramsonwares
  • Volumes deletados ou formatados
  • Volume RAID em modo RAW
  • Volume RAID corrompido

 

Para restaurar com sucesso um array para sua configuração original e recuperar os dados são necessários vários passos sequenciais. 

  • Remover os HDs e identificar a ordem de montagem no equipamento.
  • Efetuar os reparos necessários, caso um ou mais discos não estejam funcionando.
  • Clonar todos os HDs para maior segurança.
  • Conectar os discos individualmente em portas SATA ou SAS no equipamento.
  • Decodificar o algoritmo da controladora RAID (start sector, type, parity, size, etc).
  • Remontar o array RAID de acordo com os parâmetros originais.
  • Criar uma imagem do array RAID.
  • Montar ou reparar o sistema de arquivos (NTFS, EXT, XFS, VMFS, etc).
  • Extrair os arquivos ou máquinas virtuais.
  • Testar os arquivos recuperados quanto à sua integridade.
  • Reparar os arquivos corrompidos.
  • Gravar os dados recuperados na mídia destino.

Um HD hot spare é o disco sobressalente na matriz RAID. Eçe não será usado até que ocorra uma falha de uma das unidades do array. O controlador RAID inicia o procedimento de reconstrução do RAID, usando o disco hot spare para substituir o disco com falha. Portanto, o período de tempo em que os dados da matriz não estão disponíveis é significativamente reduzido. Os discos hot spare são possíveis em RAID 1, RAID 5 ou RAID 6.

O RAID de hardware (HW RAID) é um array com um controlador dedicado. Nesse caso, não há carga adicional no processador do servidor e o desempenho fica visivelmente mais alto. Além disso, existem muitas funções avançadas para conveniência do usuário e proteção do sistema. Por exemplo, unidades que podem ser trocadas a quente quando uma única unidade falha.

O RAID de software (SW RAID) é uma matriz sem um controlador dedicado. Os recursos do sistema operacional são usados ​​aqui como um controlador virtual. Como vantagens temos o baixo custo, já que não é preciso adquirir uma controladora RAID para ser implementado. A desvantagem é a queda no desempenho comparado à um RAID tradicional.

Como resultado de uma falha, um dos discos for danificado, o array muda para o “modo degradado”. Quando o RAID está em modo degradado, o array pode continuar a funcionar, mas com uma diminuição significativa no desempenho. O controlador coloca o array em modo degradado automaticamente ao ver que ocorreu um erro em um dos discos. Para manter a segurança do sistema, substitua imediatamente o HD defeituoso.

  1. Desligue completamente o equipamento da rede elétrica.
  2. Anote e rotule a ordem dos discos no storage ou servidor.
  3. Documente todos os detalhes da perda dos dados.

Quando seu sistema RAID está inoperante e você necessita fazer a recuperação de dados o mais rápido possível, você não tem tempo a perder com empresas que tem pouca ou nenhuma experiência na perda de dados de RAID. Não vale a pena correr o risco de contratar uma empresa low cost que não possua o conhecimento necessário para uma recuperação bem-sucedida. Nestes momentos difíceis, conte sempre com a E-Recovery!

A verificação de consistência do RAID analisa a exatidão dos dados nas unidades lógicasm, determinando a presença de erros de paridade ou bloqueios. Este é um recurso de algumas placas controladoras RAID de hardware. Esta verificação padrão ocorre uma vez por semana, e se desejado, este intervalo pode ser alterado.

Nossos Diferenciais

Nossos clientes confiam em nós, você também pode confiar!

Experiência

7300 clientes - Você também pode confiar na hora que precisar recuperar os dados do seu dispositivo.

Diagnóstico Urgêncial

Para situações de emergência, disponibilizamos nossa avaliação emergencial (paga) com prazo reduzido.

Diagnóstico Gratuito

Avaliação gratuita em 24 horas corridas. Para casos urgentes, oferecemos avaliação emergencial paga em 6 horas.

Infra-Estrutura

Investimos nas mais modernas ferramentas de recuperação de dados, para aumentar as suas chances de sucesso.

Todos os Fabricantes

Dell, HP, Lenovo, LaCie, Iomega, Caldigit, QNAP, Synology, Promise, Drobo, Buffalo, Asustor, Seagate, WD, etc.

Preço Fixo

Pague somente se recuperarmos seus dados. Não cobramos taxas ocultas e nossos preços são fixos, sem surpresas.

Nossos Clientes

"Passam confiança, profissionalismo"

“Depois de uma atualização de firmware, 2 discos do meu storage Caldigit com 8 HDs de 2 TB falharam. Com isto ficou impossível restaurar os dados perdidos. Antes de passar qualquer ferramenta de análise de dados, entrei em contato com a E-Recovery e levei o storage para reparo. O Orlando me passou muita confiança ao explicar os procedimentos que seriam realizados e em pouco tempo tive a noticia que meus dados foram recuperados com sucesso. Gostaria de parabenizar o trabalho de vocês que sempre passam confiança, profissionalismo e atenção para um melhor atendimento.”

Mauricio Junior, Gerente de TI da Fundação TVT

"Estamos 100% satisfeitos"

“Consultamos outras empresas de recuperação de dados de servidores RAID, mas o preço do orçamento era abusivo. Citamos agilidade e orçamento sem custo como diferenciais da E-Recovery. O firmware do NAS foi corrompido após uma queda de energia. Estamos 100% satisfeitos pelo dados que foram recuperados. O atendimento foi rápido e a equipe sempre está disponível para responder dúvidas do processo de recuperação de dados do começo ao fim.”

Alex Carvalho Silva – Analista de Redes IBEP (Instituto Brasileiro de Edições Pedagógicas)

"Foram recuperados 100% das gravações!"

“Através da recomendação de uma empresa parceira da Olitel conhecemos a E-Recovery. Este storage é parte componente de um gravador marca Avaya. Não estávamos conseguindo acessar o seu conteúdo, e após algumas reinicializações, o storage não pareava com o gravador. Enviamos o storage para análise, onde o equipamento foi restabelecido para seu pleno funcionamento. Foram recuperados 100% das gravações.”

Olitel Brasil SA

Escolha a Empresa Certa!

Na maioria dos casos, você só terá uma única chance de recuperar os dados. Colocar seu NAS, Servidor ou Storage nas mãos da empresa errada pode resultar na perda de seus dados para sempre.

Nem sempre escolher a empresa que fica mais próximo de você, ou que tenha vários pontos de coleta distribuídos na cidade pode ser a sua melhor opção.

Se você realmente está precisando recuperar dados do seu sistema de armazenamento corporativo, lembre-se que a empresa escolhida precisa ser experiente e confiável. 

Referências de clientes, conhecimento avançado em recuperação de dados, equipe técnica competente e acesso às ferramentas certas podem ser muito mais importantes do que um serviço de baixo custo.

Pesquise e verifique se a empresa não tem restrições em sites como Reclame Aqui e assemelhados. Você poderá evitar muita dor-de-cabeça, perdendo apenas alguns minutos para fazer a escolha certa.

Consulte várias empresas. Sinta o que cada uma pode oferecer. E quando finalmente chegar a hora da escolha, confie no seu feeling, na sua intuição… 🙂

FAQ - RECUPERAÇÃO DE DADOS RAID

RAID 0 não oferece redundância nos dados. Somente se todos os HDs componentes do array estiverem acessíveis e eles não tiveram seu conteúdo modificado, a resposta é sim.

Sim. Se pelo menos N-1 dos discos componentes do array estiverem acessíveis e não foram alterados, será possível a recuperação dos dados.

Sim, servidores e storages da DELL utilizam arranjos RAID padrão. Então, é possível recuperar os dados com as mesmas ressalvas de outros tipos de RAID.

Sim. Mesmo que a partição esteja corrompida, pode ser possível a recuperação. Normalmente isto ocorre quando um dos discos do RAID está com erros de leitura.