fbpx

Qual é o melhor HD para PC?

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp

Como escolher o melhor disco rígido e armazenamento para PCs desktop? Esteja você montando um PC pela primeira vez ou apenas procurando atualizar o HD do seu PC de mesa , escolher o tipo certo de disco rígido é importante para obter o máximo desempenho do seu equipamento. 

Muitas vezes esquecido como algo que você precisa comprar “maior” para ser melhor, os HDs evoluíram muito nos últimos anos. À primeira vista, pode parecer difícil acompanhar os diferentes formatos e tecnologias. Este guia o ajudará a escolher o melhor armazenamento para o seu PC de mesa, seja um HD ou um SSD.

A boa notícia sobre a escolha de um disco rígido ou SSD é que é fácil conseguir um bom dispositivo. As marcas mais conceituadas estão amplamente disponíveis em lojas online  e tem um preço competitivo. As diferenças entre as marcas não são enormes, seja em confiabilidade, velocidade, nível de ruído ou algum outro aspecto do desempenho do disco rígido. 

HGST, Seagate, WD e Toshiba, todos são HDs para sistemas de desktop. E SSDs das marcas Kingston, Sandisk, Crucial, Samsung e Intel são conhecidas pela sua reputação e qualidade. Os fabricantes geralmente oferecem duas ou mais linhas de drives que variam em vários aspectos, com diferenças no desempenho, durabilidade e preço. Unidades de diferentes fabricantes na mesma faixa de preço, são normalmente comparáveis em recursos, desempenho ou confiabilidade. 

Entretanto, unidades semelhantes podem diferir significativamente em consumo de energia e nível de ruído. Uma unidade que consome mais energia também produz mais calor, o que contribui indiretamente para o nível geral de ruído do sistema porque os coolers do computador precisam trabalhar em maiores rotações. Para uma operação silenciosa do sistema, é importante usar discos rígidos silenciosos e de baixo consumo de energia. 

Veja a seguir as principais diferenças entre os vários tipos de discos rígidos e de estado sólido que você pode instalar em seu PC. Você aprenderá como escolher o modelo ideal para suas necessidades!

QUAL A DIFERENÇA DE HD E SSD?

O que é o armazenamento interno do PC desktop? Como o nome indica, o armazenamento interno do PC desktop são discos HD ou SSD encontrados dentro do gabinete do computador. Os discos internos do PC são instalados por meio de uma conexão física às portas SATA ou PCI-E da placa-mãe do computador. 

Em comparação, o armazenamento externo consiste em dispositivos de armazenamento que vêm equipados com seu próprio case protetor e fonte de alimentação para os HDs externos maiores. Esses produtos externos se conectam ao computador por meio de um cabo USB, Thunderbolt, Firewire ou eSATA . 

Se o armazenamento interno ou externo é melhor do que o outro, depende de muitos fatores. Se a economia de espaço for fundamental e você preferir não ter dispositivos e cabos extras fora de seu PC de mesa, o HD interno é a melhor escolha. Se você precisa acessar os arquivos gravados no dispositivo em vários computadores, um HD externo pode ser a melhor opção.

TIPOS DE DISPOSITIVOS DE ARMAZENAMENTO INTERNO

Como tudo na área de TI, o hardware de armazenamento vem em muitos formatos e tamanhos diferentes. Os tipos de drives de armazenamento de que estamos falando hoje são especificamente para uso diário comum, e não para uso empresarial ou NAS (Network-Attached-Storage). 

  • UNIDADES DE DISCO RÍGIDO (HD) –  O dispositivo mais antigo que abordaremos hoje, os discos rígidos, mais comumente chamados de HDs, são componentes mecânicos que usam eletromagnetismo para armazenar dados. Mas, exatamente como funciona um disco rígido? Ao abrir um disco rígido, você verá uma configuração muito semelhante à agulha de um toca-discos em um disco de vinil. A diferença básica vem na forma de magnetismo utilizado por um HD. Sem tocar, a cabeça magnética do disco rígido (agulha do toca-discos) é capaz de acessar qualquer parte do prato giratório revestido com material magnético. Apesar de ser uma tecnologia relativamente antiga, os discos rígidos continuam a ser uma opção de armazenamento popular. Isso se deve a anos de aprimoramento a ao aumento do espaço de armazenamento. Porém, os HDs têm suas falhas e limitações e não são tão rápidos ou ricos em recursos como as alternativas mais recentes.
  • UNIDADES DE ESTADO SÓLIDO (SSD) – Devido aos seus componentes mecânicos, os HDs tradicionais são um pouco mais sujeitos a defeitos físicos ou a choques causados por quedas ou movimentos bruscos. Como um disco rígido precisa girar extremamente rápido (até 7.200 RPM), há uma limitação física para a rapidez com que seus dados podem ser acessados ou movidos. Os SSDs são funcionam por meio de circuitos eletrônicos, e não nenhuma peça móvel. Se você abrir a carcaça de um SSD, verá algo muito semelhante a uma placa de circuito eletrônico. Os SSDs vêm equipados com chips de memória  e uma controladora de memória de flash. Com este formato, você não está mais limitado à física da rotação e do magnetismo, mas sim à qualidade e ao design de engenharia de cada placa de circuito. Simplificando, isso permite melhor velocidade e confiabilidade. Os SSDs podem vir em barramento como SATA, PCI-E ou M.2.
  • DISCOS RÍGIDOS HÍBRIDOS (SSHDs) – O melhor dos dois mundos em um. Os discos rígidos híbridos, também chamados de discos rígidos de estado sólido (SSHDs), contêm ambos os componentes para discos rígidos magnéticos clássicos e a placa de circuito de um pequeno disco de estado sólido. Como entraremos em mais detalhes abaixo, o padrão atual para soluções de armazenamento de PC desktop inclui o uso de um SSD e HDD. A parte SSD carrega rapidamente seu sistema operacional e os aplicativos mais usados. Ao mesmo tempo, as partições do HDD servem como uma sala de armazenamento virtual para seus arquivos fixos, como vídeos, fotos e música. Claro, há um limite de espaço SSD no SSHD (certifique-se de verificar as especificações antes de comprar). Portanto, todo o resto é levado para o lado do HD, onde as coisas não são carregadas ou copiadas tão rapidamente. 

Como vimos acima, os discos rígidos tradicionais acessam os dados por meio da rotação física de um disco magnético. Este disco é acessado pelas cabeças de leitura e gravação (a agulha do HDD no toca-discos, por assim dizer). Ass velocidades de leitura e gravação de um disco rígido variam conforme o RPM do disco (rotações por minuto). Por exemplo, HDs de 7.200 RPM podem fornecer velocidades de aproximadamente 150 / 200 MB/seg (megabytes por segundo).

Comparativamente, as velocidades do SSD são muito maiores do que um HD normal. Quer você opte por uma unidade de estado sólido de 2,5 pol ou M.2, o seu desempenho é 3 à 20 vezes maior. Por exemplo, o SSD 970 EVO PLUS M.2 da Samsung possui uma velocidade de leitura de até 3.500 MB/seg e velocidade de gravação de até 2.300 MB/seg. O SSD Blue 250 GB da WD com barramento SATA tem desempenho, menor, com velocidades de leitura e gravação de até 550 e 525 MB/seg.

Obviamente, o ideal seria o máximo de velocidade com a maior capacidade de armazenamento. No entanto, nem todo orçamento será capaz de atender ao custo dessas duas necessidades. Como os SSDs são mais rápidos do que os HDs, eles geralmente têm um preço mais alto (embora isso esteja começando a mudar a cada ano). Por exemplo, o HD BarraCuda de 1 TB (1.000 GB) da Seagate custará R$ 250,00 em comparação com o SSD 860 EVO de 1 TB da Samsung, que custa cerca de R$ 1.500,00. 

Os SSDs funcionam com memória flash NAND. Sem aprofundar muito sobre a matemática e a engenharia eletrônica por trás dessa tecnologia, manter a infraestrutura NAND e, ao mesmo tempo, fornecer vida longa ao produto não é barato. Além disso, a montagem dos minúsculos circuitos e transistores é difícil de ser concluída, exigindo custos de fabricação mais elevados. Todos os anos, o preço dos SSDs cai um pouco e antes que percebamos, os SSDs se tornarão os novos HDs.

O QUE É MELHOR, HD OU SSD?

RECOMENDAÇÕES DE USO

Para o usuário de um PC desktop, que normalmente suporta a instalação de pelo menos 2 discos, a configuração de armazenamento ideal inclui pelo menos um SSD e um HD. Instalar o sistema operacional em um SSD é uma maneira de acelerar o tempo de inicialização (o tempo que leva para chegar ao login do Windows e à tela inicial depois de ligar o PC). 

O Windows 10 ocupa cerca de 20 GB, mas é melhor ter 40 GB de espaço pronto para isso, pois qualquer atualização importante requer 30 GB de espaço para instalar corretamente os arquivos necessários. Adicione alguns de seus programas favoritos e aplicativos de jogos, e você deve  procurar um SSD com espaço de armazenamento de pelo menos 120 GB / 240 GB . Se o orçamento não é uma preocupação, então adquira um SSD com o maior espaço e velocidade que você encontrar no mercado!

Se você possui uma enorme biblioteca digital de música, filmes e imagens, é melhor mantê-los longe do SSD, permitindo que você tenha mais espaço para seus jogos e programas favoritos. O tamanho médio de um filme HD é de cerca de 4 GB e arquivos de música + imagem são consideravelmente menores, portanto, ter até 2.000 GB (1 TB) deve ser o suficiente. 

Dependendo do volume da sua biblioteca de mídia, você provavelmente ficaria bem servido com um HD de 2 à 8 TB. Usar um HD com estas capacidades oferece todo o espaço de que você precisa para seus arquivos, bem como backups para todo o resto, incluindo o que está em seu SSD. Se você precisar de ainda mais espaço, HDs de até 20 TB já estão disponíveis comercialmente em outubro/2021.

Além da capacidade, outros recursos importantes devem ser observados ao comprador um HD ou SSD. De modo geral, quanto maior o preço de HD ou SSD, maiores serão os recursos embutidos na unidade e que levam a um melhor desempenho e durabilidade.

DESEMPENHO – MEMÓRIA CACHÊ E DRAM

O cachê de um dispositivo de armazenamento é um componente extremamente importante. Às vezes chamado de buffer, o cache de um disco rígido tradicional serve como memória temporária. Este espaço é semelhante à RAM do seu computador ou à zona de buffer de um streaming de vídeo. 

Basicamente, durante seus processos diários de escrita e leitura, o disco rígido precisa de uma área para armazenar os dados com os quais está trabalhando. Com isso, escolhendo um HD com um grande cachê você terá melhor desempenho do que escolher um disco rígido com cachê menor.

A maioria dos SSDs também tem um utilitário de cache, mas em duas formas diferentes.  Às vezes chamado de cache flash , comparado com o cache de um disco rígido tradicional o cache de um disco de estado sólido é uma memória de acesso aleatório dinâmica (DRAM).

Se você usa o seu PC para aplicativos pesados, que exigem muito do seu computador, escolha um SSD ou HD com a maior quantidade de memória cachê que encontrar. Geralmente, são os dispositivos de melhor desempenho na escrita e leitura de arquivos.

DURABILIDADE – TIPO DE CÉLULAS DE MEMÓRIA DE SSD

Com a arquitetura NAND, suas informações são armazenadas em células. Com o uso de voltagem, essas células armazenam, gravam ou lêem seus bits de dados. Enquanto você está comprando seu próximo SSD, você pode procurar um dos quatro tipos de células de memória flash NAND:

  • Single Level Cells (SLC) – Cada célula da estrutura NAND de seu SSD armazena um único bit de informação. Por causa disso, os processos de leitura / gravação são mais rápidos. Além disso, a vida útil do SSD é um muito mais longa do que os outros três tipos. A capacidade de armazenamento geralmente acaba sendo menor.
  • Multi Level Cells (MLC) – Sucessora do SLC, as unidades de estado sólido MLC podem armazenar dois bits de dados cada uma. Mais lento para ler e escrever do que SLC, mas geralmente mais barato.

  • Triple Level Cells (TLC) – Sucessor do MLC, as unidades de estado sólido TLC armazenam três bits de seus dados a um preço mais baixo. Mas eles são mais lentos do que os SSDs com MLC.
  • Quad Level Cells (QLC) – Você adivinhou, as unidades de estado sólido QLC armazenam quatro bits de dados por célula. Um pouco mais lento em comparação com a geração anterior.

Você deve ter notado que a tendência com esses SSDs de memória flash NAND é que eles ficam mais lentos a cada atualização. Basicamente, a velocidade e a resistência sofrem um corte para acomodar um espaço de armazenamento maior. Para jogos e computação de uso geral, essas velocidades ainda são muito melhores do que os discos rígidos tradicionais.

Se você precisa da maior segurança possível no armazenamento de dados em um SSD e não pode perdê-los, escolher um SSD fabricado com células de memória do tipo SLC ou MLC são a melhor opção. Estes tipos de discos sólidos são mais direcionados para o mercado corporativo, mas se você puder pagar pelo custo extra, com certeza você poderá dormir mais sossegado sem o medo de perder seus preciosos arquivos.

SEGURANÇA 

Se você está preocupado com a durabilidade e a segurança do seu disco rígido, não se preocupe. Os principais fabricantes de discos rígidos dedicam seu tempo para integrar esses recursos em seus produtos. Por exemplo, os HDs WD, como a série Blue , vêm com várias tecnologias integradas.

A tecnologia NoTouch Ramp Load garante que a cabeça de gravação nunca toque a superfície. IntelliSeek ajusta as velocidades de busca adequadas e mais eficientes para evitar ruído e vibração, mantendo a eficiência no consumo de energia.
O Data LifeGuard mantém sua unidade saudável usando algoritmos complexos para monitorar seu dispositivo com eficácia.
Seguindo nessa linha, discos rígidos como a série BarraCuda da Seagate e a série X300 da Toshiba vêm equipados com modos avançados de economia de energia, estabilização de unidade e tecnologia de cache em tempo real para melhor desempenho e confiabilidade.

A maioria dos SSDs, como a série 860 EVO da Samsung e a série MX500 da Crucial, usam uma forma de segurança conhecida como criptografia AES (Advanced Encryption Standard) de 256 bits. Essa segurança integrada basicamente embaralha seus dados em um formato semelhante a mensagens codificadas. Eles precisam de uma chave para decifrar. Nesse caso, o tamanho da chave é de 256 bits. Essa quantidade de bits é mais do que suficiente para deter os hackers. Mais bits torna mais difícil descobrir os 1 e 0 exatos de seus dados.

Unidades de estado sólido, como a série Blue da WD e a série 860 Pro da Samsung, têm software compatível que facilita o gerenciamento e a manutenção otimizada das unidades de armazenamento. Para WD, SSD Dashboard e Acronis True Image juntos servem como uma ferramenta de monitoramento e backup, respectivamente. O software de gerenciamento de SSD da Samsung, chamado Samsung Magician , oferece uma infinidade de recursos, incluindo: atualizações de firmware, benchmarks de desempenho + impulsos e opções aprimoradas de segurança de dados.

CONCLUSÃO

Esperamos que agora você tenha um melhor entendimento do funcionamento dos dispositivos de armazenamento interno de PCs desktop disponíveis atualmente. É claro que os SSDs são mais rápidos do que os HDs. Cada um serve a um propósito diferente em vários cenários de utilização. Na maioria das vezes, o preço fornece uma indicação clara sobre desempenho e armazenamento. Mais armazenamento e melhor desempenho custarão mais. E os HDs, sendo a tecnologia mais antiga, geralmente são mais acessíveis do que os SSDs.

A E-RECOVERY é uma das empresas mais capacitadas de recuperação de dados do Brasil e podemos ajudá-lo quando você ou a sua empresa sofrer uma perda de dados. Com mais de 15 anos de mercado, recuperamos dados de HDSSDRAID e outros dispositivos. Consulte-nos para um orçamento sem compromisso quando você perder seus arquivos e precisar recuperá-los!

Rolar para cima