fbpx

Quais os tipos de armazenamento de dados para computadores?

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp

Estes são os 10 tipos de armazenamento de dados atualmente utilizados para computadores, ou que hoje são obsoletos, mas tiveram sua importância em um passado não tão distante. A maioria destes dispositivos utiliza tecnologia magnética, de estado sólido (flash) ou óptica para gravar e resgatar as informações gravadas.

1 – HD (DISCO RÍGIDO)

Uma unidade de disco rígido  pode ser encontrada instalada em quase todos os desktops e laptops. Ele armazena os arquivos do sistema operacional e programas, bem como documentos do usuário, como fotografias, arquivos de texto, vídeos e áudio. O HD usa armazenamento magnético para gravar e ler informações digitais gravados no seu computador.

2 – SSD (SOLID STATE DRIVE)

Uma unidade de estado sólido usa memória flash para armazenar dados e às vezes é usada em dispositivos como netbooks, laptops e computadores desktop em vez de uma unidade de disco rígido tradicional. As vantagens de um SSD sobre um HDD incluem uma velocidade de leitura / gravação mais rápida, operação silenciosa, maior confiabilidade e menor consumo de energia. A maior desvantagem é o custo, com um SSD oferecendo menor capacidade do que um HDD de preço equivalente.

3 – PEN DRIVE

Também conhecido como flash drive, o pen drive é um dispositivo de armazenamento de dados de memória flash que incorpora uma interface USB integrada. A memória flash é geralmente mais eficiente e confiável do que a mídia óptica, sendo menor, mais rápida e possuindo capacidade de armazenamento muito maior. Os drives flash também são mais duráveis devido à falta de peças móveis.

4 – CARTÃO DE MEMÓRIA

Os cartões de memória (SD e MicroSD) são comumente usados em vários dispositivos eletrônicos, incluindo câmeras digitais e telefones celulares. Embora existam diferentes tamanhos, classes e capacidades disponíveis, todos eles usam um design retangular com um lado com contatos metálicos para que o cartão seja inserido no dispositivo.

5 – DVD E BLU-RAY

DVD e o Blu-Ray são formatos de armazenamento de dados em disco óptico digital, que são os sucessores dos CDS, principalmente por causa de sua capacidade de armazenamento muito maior. Um disco Blu-ray, por exemplo, pode armazenar 25 GB (gigabytes) de dados em um disco de camada única e 50 GB em um disco de camada dupla. Em comparação, um CD padrão tem o mesmo tamanho físico, mas contém apenas 700 MB (megabytes) de dados digitais.

6 – ARMAZENAMENTO EM NUVEM (CLOUD STORAGE)

Com os usuários cada vez mais usando vários dispositivos em lugares diferentes, muitos estão adotando soluções de computação em nuvem online. A computação em nuvem envolve basicamente o acesso a serviços em uma rede por meio de uma rede de servidores remotos. Embora a ideia de uma \”nuvem de computadores\” possa soar um tanto abstrata para quem não está familiarizado com esse conceito abstrato, na prática, ela fornece soluções de armazenamento poderosas para dispositivos conectados à internet.

7 – DISQUETES

Também conhecido como disquete, disquete ou floppy disk, é outro tipo de meio de armazenamento que usa tecnologia de armazenamento magnético para armazenar informações. Os disquetes já foram um dispositivo de armazenamento muito comum para desde meados da década de 1970 até o início do século XXI. Os primeiros disquetes tinham 8 polegadas (203 mm) de tamanho, mas foram substituídos primeiro por unidades de disco de 5,25 polegadas (133 mm) e, finalmente, por versões de 3,5 polegadas (90 mm).

8 – FITAS MAGNÉTICAS (K7)

No passado, a fita magnética (K7) era frequentemente usada para armazenamento de dados digitais devido ao seu baixo custo e capacidade de armazenar grandes quantidades de dados na época. A tecnologia consistia essencialmente em um pedaço fino de plástico revestido magneticamente enrolado em rodas. Sua relativa lentidão e falta de confiabilidade em comparação com outras soluções de armazenamento de dados resultaram em que agora ele foi amplamente abandonado como meio de armazenamento.

9 – COMPACT DISC (CD)

O CD é uma forma de armazenamento óptico, uma tecnologia que emprega lasers para ler e gravar dados. Inicialmente, os CDs eram usados exclusivamente para música, mas no final da década de 1980, eles começaram a ser usados para armazenamento de dados de computador. Inicialmente, os discos compactos introduzidos eram CD-ROMs (somente leitura), mas foram seguidos por CD-Rs (compact discs graváveis) e CD-RWs (compact discs regraváveis).

10 – CARTÃO PERFURADO

Cartões perfurados eram um método comum de armazenamento de dados usado nos primeiros computadores. Basicamente, eles consistiam em um cartão de papel com orifícios perfurados feitos à mão ou em uma máquina. Os cartões foram inseridos em computadores para permitir o armazenamento e o acesso às informações. Esse meio de armazenamento de dados desapareceu à medida que novas tecnologias foram desenvolvidas.

Rolar para cima