Se é possível, nós recuperamos!

  • Hyper-V, VirtualBox, VMware, XenServer,
  • Exclusão acidental de máquinas virtuais
  • Datastores corrompidos ou inacessíveis
  • Falhas no servidor ou storage
  • Storages Dell, HPE, IBM-Lenovo, Supermicro

A melhor tecnologia, os melhores resultados!

A E-Recovery é uma empresa especializada em Recuperar Máquina Virtual.  Com uma equipe de especialistas com anos de experiência podemos recuperar discos virtuais VMDK, VHD, VHDx. Resolvemos mais de 95% dos casos recebidos envolvendo recuperação de dados de máquina virtual deletada, inacessível ou corrompida.

A virtualização tem permitido que as empresas consolidem vários servidores virtuais em uma única máquina real, oferecendo uma significativa redução nos custos. Apesar dos avanços na tecnologia de virtualização e na confiabilidade do hardware de armazenamento, a perda de dados ainda pode ocorrer. 

O acidente poderá atingir todos os setores da empresa, levando à perda potencial de todos os dados críticos da sua corporação. Quando isso ocorrer, a E-Recovery poderá ajudá-lo a recuperar os dados de  máquinas virtuais de sistemas virtualizados como VMware, Hyper-V, XenServer,  VirtualBox e muitos outros.

Quem Confia, Recomenda

Quanto custará o serviço?

Fornecemos gratuitamente uma estimativa de valores e as perspectivas de sucesso do seu caso em particular. Preencha todas as informações solicitadas para obter um orçamento sem compromisso.

FAQ VM

Quando você cria um virtual, o computador o trata exatamente como um HD real que você conectou a ele. Mas é realmente apenas um único arquivo gigante que finge ser um disco rígido. Esse disco virtual pode ser armazenado no disco rígido do seu computador ou em um dispositivo NAS ou SAN. Seu computador olha para ele e vê uma tabela de partição, um setor de inicialização – tudo o que precisa para ler um disco rígido normal.

Quando você coloca um sistema operacional em um HD virtual, você obtém uma máquina virtual. Usando um hipervisor, você pode usar essa máquina virtual como se fosse seu computador. Dependendo do tamanho do seu disco rígido ou servidor, você pode preenchê-lo com quantas máquinas virtuais desejar. As máquinas virtuais têm muitos usos, desde diversão e conveniência até recuperação de desastres.

O software que você usa para criar e gerenciar sua máquina virtual é chamado de “hipervisor”. Os hipervisores podem ser classificados em Tipo I e Tipo II. Ambos os tipos de hipervisores têm suas próprias forças e fraquezas. Um hipervisor Tipo I também é chamado de hipervisor “bare-metal” ou “nativo”. Softwares como o Microsoft Hyper-V e o VMWare ESXi são hipervisores do Tipo I. O software é instalado diretamente na máquina “host”, sem a necessidade de um sistema operacional pré-existente antes de criar a máquina “guest” virtual. Nessa configuração, a única coisa que fica entre o hardware da máquina host e a máquina convidada é o próprio hypervisor.

Um hipervisor Tipo II, como o VMWare Workstation ou o VirtualBox, permite criar e inicializar suas máquinas virtuais a partir do seu computador com sistema operacional Windows ou Linux. Por exemplo, digamos que você tenha um computador com o Windows instalado. Esta é sua “máquina host”. Você usa seu hipervisor para criar uma máquina virtual (ou “máquina convidada”) com um sistema operacional Linux. Inicialmente, inicialize sua máquina host Windows e use o software hypervisor para acessar sua máquina convidada.

As máquinas virtuais também podem fazer a recuperação de um ataque de vírus ou de uma atualização do software ou do sistema operacional que deu errado. Um recurso da virtualização é a função “snapshot”. Quando você tira uma foto da sua configuração virtual, ela congela o arquivo de imagem de base. Toda vez que você faz uma alteração em sua máquina, essa alteração vai para um arquivo “delta”. Se algo der errado – digamos que um vírus desagradável invade seu sistema ou suas configurações ficam irreparavelmente confusas – você pode excluir os arquivos delta e voltar à sua imagem de disco intocada e intocada.

Os softwares de virtualização tem permitido que as empresas consolidem vários servidores virtuais em uma única máquina real, oferecendo uma significativa redução nos custos. Apesar dos avanços na tecnologia de virtualização e na confiabilidade do hardware de armazenamento, a perda de dados ainda poderá ocorrer. Nestes casos, a perda de dados é freqüentemente mais catastrófica do que se isso ocorresse em um único servidor ou storage real.

As máquinas virtuais também são ferramentas incríveis para recuperação de desastres. Você terá um pouco mais de segurança se o seu servidor travar ou precisar ser removido para manutenção. Você poderá inicializar sua máquina virtual e ter uma réplica exata do seu servidor para trabalhar nesse meio tempo.

Entretanto, suas máquinas virtuais são tão vulneráveis ​​à perda de dados quanto os dispositivos de armazenamento que as contêm. Uma falha no HD, NAS ou servidor que contém suas máquinas virtuais pode ser um desastre. Partições virtuais e máquinas virtuais também podem ser acidentalmente excluídas.

A recuperação de dados de máquina virtual é um processo complexo. Há muitas ocasiões em que um cliente terá um array RAID com várias máquinas virtuais armazenadas. Nossos técnicos de recuperação de máquina virtual precisam reparar não apenas vários discos HDs, mas também vários discos virtuais. A E-Recovery desenvolveu técnicas inovadoras de recuperação de dados de VMs. A recuperação de dados de máquinas virtuais requer um nível extremamente alto de habilidades com hardware, sofware e raciocínio analítico.

Nossos especialistas em recuperação de máquina virtual aperfeiçoaram suas habilidades em incontáveis ​​casos bem-sucedidos, estando familiarizados com os detalhes técnicos dos vários tipos de hipervisores. Oferecemos aos nossos clientes preços acessíveis e prazos razoáveis. Serviços emergenciais de recuperação de dados de VMs estão disponíveis para aqueles que precisam de seus dados de volta no menor tempo possível.

Fale Conosco

Nossos Clientes