fbpx

Por que os backups de dados falham?

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp

Porque meu backup não funciona?

Os backups são essenciais para qualquer estratégia de proteção de dados em empresas, mas segundo algumas estimativas, mais da metade de todos os backups falham totalmente ou em parte. Quando você examina os motivos pelos quais eles estão falhando, os mesmos problemas surgem aparecem quase sempre. 

A maioria dos backups de hoje vai direto para um HD externo, em outro computador via rede ou para as nuvens. Como resultado, o setor de TI encontra menos falhas de mídia do que quando as fitas eram o meio de backup predominante. No entanto, os backup ainda podem falhar por um série de motivos.

Dispositivos de armazenamento se desgastam, superaquecem, sofrem com defeitos de fabricação / falhas mecânicas ou queimam em uma oscilação de energia. O armazenamento de dados é o sangue vital de uma empresa e, se ocorrer um incidente de perda de dados, a organização pode sofrer graves danos financeiros e de reputação, ou pode até mesmo encerrar as suas atividades.

Backups regulares de dados são uma tarefa tediosa, mas as melhorias no hardware, aplicativos de backup e armazenamento em nuvem ao longo dos anos tornaram o processo mais fácil. Mas o que acontece quando um dispositivo falha e você descobre que os dados restaurados do backup não contêm os arquivos de que você precisa?

Bancos de dados, registros contábeis, dados de envio, dados de clientes, informações de cartão de crédito, propriedade intelectual e quaisquer outros arquivos digitais insubstituíveis podem ser perdidos para sempre, tudo porque o backup foi configurado incorretamente, não testado ou verificado.

Abaixo está uma lista dos problemas comuns que causam falha no backup, em ordem decrescente de frequência. 

FALHA NA MÍDIA – Está no topo de quase todas as listas de motivos pelos quais backups e restaurações falham. Por esse motivo, é importante tratar sua mídia de backup com bastante cuidado. No caso de fitas , isso significa seguir as instruções do fornecedor quanto ao manuseio e armazenamento, substituindo as fitas regularmente e limpando as unidades de acordo com a programação do fabricante. Também significa descartar todas as fitas suspeitas.

Não presuma que o backup baseado em HD ou SSD o protege de falhas relacionadas à mídia. Embora a incidência de falhas relacionadas à mídia seja consideravelmente menor com disco do que com fita, as falhas ainda ocorrem. Por exemplo, as matrizes RAID de disco SATA são frequentemente usadas em backups porque custam menos, e os backups geralmente podem ser feito com dispositivos de desempenho inferior. 

No entanto, é um erro equiparar \”desempenho inferior\” a \”confiabilidade inferior\”. Economizar dinheiro usando equipamentos que não possuem recursos como fontes de alimentação redundantes  e discos hot spare deixará os seus dados em risco.

ERRO HUMANO – Apesar de estar classificado em segundo lugar, o erro humano é provavelmente a causa mais comum de falhas de backup. Por exemplo, se as fitas forem armazenadas incorretamente entre os usos, a falha resultante é uma falha de mídia ou um erro humano? Normalmente, há um componente significativo de erro humano em qualquer falha de backup. 

A melhor proteção contra erro humano em backups é treinar os funcionários para seguir as práticas recomendadas. Certifique-se de que as pessoas que executam backups e restaurações entendam exatamente o que precisam fazer, e o que não fazer. Também é uma boa idéia eliminar o fator humano, automatizando tudo que for possível. Idealmente, os backups não deveriam exigir nenhuma ação humana. 

FALHA DE SOFTWARE – Às vezes, um novo software ou novas versões do sistema operacional podem causar falhas de backup. Por exemplo, as frequentes atualizações do Windows Update podem fazer com que alguns dispositivos ou softwares parem de funcionar, ou funcionem de modo intermitente.

Entretanto, o problema mais comum é a configuração incorreta do software. O software de backup moderno é extremamente flexível e você tem muitas opções para escolher. E escolher as opções erradas pode resultar em backups incompletos ou backups que falham totalmente.

FALHA DE HARDWARE – Unidades de fita, matrizes RAID de disco e outros hardwares de backup também podem falhar. A maioria das causas e condições de falha para hardware de backup são as mesmas que para outros tipos de equipamentos eletrônicos. Mas existem algumas condições que são específicas para sistemas de backup.

Por exemplo, à medida que um unidade de fita envelhece, as cabeças lentamente pode se desalinhar. Como resultado, outras unidades não podem ler a fita, e a própria unidade não pode ler uma fita que gravou há algum tempo. A parte desagradável disso é que a unidade quase sempre pode ler uma fita que acabou de gravar, de modo que a fita passa por uma etapa de verificação imediata no processo de backup sem apresentar erros.

FALHA DE REDE – Fazer backup em uma rede aumenta a eficiência, reduzindo o número de dispositivos de backup. No entanto, também introduz outro ponto de falha no processo de backup. Tudo, desde um cabo de rede instável a um switch mal configurado, pode causar a falha de um backup. Essa é uma fonte menos comum de falhas de backup porque a rede, LAN ou SAN, é usada para muito mais do que apenas backup, então os problemas tendem a se tornar aparentes antes que possam prejudicar seus backups.\

O QUE É TESTE DE RESTORE?

Ter uma boa estratégia de backup com o hardware e o software apropriados é apenas parte de uma estratégia de backup de sucesso. Existem muitas variáveis que podem impedir que os backups sejam concluídos. Se você não testar backups regularmente, poderá descobrir que não será capaz de restaurar dados quando ocorrer um cenário de perda de dados, mesmo quando você pensou que estava preparado.

Backups ruins acontecem com muito mais frequência do que você imagina e há uma série de razões para isso. Se for um backup físico, o que você faz quando o armazenamento está cheio? Se for um backup na nuvem, quem está sendo notificado sobre o tempo de inatividade ou falhas no backup?

Testes off-line regulares de backups importantes garantirão que tudo esteja sendo feito corretamente, e o backup pode ser restaurado adequadamente quando ocorrer uma falha do dispositivo. Então, como fazer para testar os backups?

TENHA UM SERVIDOR DE RESERVA

Muitas vezes, as empresas não verificam seus backups porque não têm servidores de reserva ou espaço para restaurar os arquivos. Ter o hardware reserva pronto, mesmo que seja mais lento ou menos potente, é uma boa ideia caso você precise substituir o equipamento quando ocorrer uma falha no servidor ou no dispositivo de armazenamento.

Este mesmo equipamento sobressalente é perfeito para testar uma restauração completa dos dados do backup. Se nenhum teste for realizado, pode haver um problema com o backup que impedirá uma restauração adequada, fazendo com que você corra o risco de perder todos os arquivos.

É importante ter um sistema completo, físico ou virtualizado, onde você pode restaurar um backup quando seu equipamento de produção ficar off-line. No caso de um sistema físico, o servidor sobressalente deve ser idêntico ao servidor em funcionamento, e ser configurado com a mesma versão do sistema operacional e software de backup sempre que possível. 

O servidor sobressalente usado para testar ou restaurar um sistema virtualizado não precisa ser igual, mas deve ter uma capacidade maior de armazenamento do que a quantidade de dados existente no sistema original. Embora possa ser difícil justificar a despesa de servidores adicionais e/ou recursos de VM, isso economizará muito tempo quando seu equipamento de produção falhar.

VERIFIQUE OS ARQUIVOS ORIGINAIS

Como uma empresa de recuperação de dados, o erro mais comum que vemos de nossos clientes é que eles não verificam se seus dados de backup estão funcionando. Eles podem revisar os arquivos de log de backup que revelam que uma função de backup foi concluída, ou examinar quais pastas ou diretórios parecem ter sido copiados, mas isso é tudo. 

Então, quando o inevitável acontece e eles tentam restaurar a partir do backup, alguns ou todos os arquivos necessários estão ausentes ou corrompidos. Sem abrir e testar os arquivos mais importantes, não há como saber se eles estão funcionais. Requer algum tempo extra, mas abrir e testar os arquivos mais importantes pode salvar uma empresa no caso de falha do sistema, ou outra ocorrência de perda de dados.

COM QUE FREQUÊNCIA VOCÊ DEVE TESTAR SEUS BACKUPS?

Cada empresa tem suas particularidades, e isso definirá com que frequência um backup deve ser feito e testado. Algumas empresas têm apenas alguns gigabytes de dados adicionados a cada mês ou ano. Outros têm terabytes de dados criados que podem precisar ser restaurados imediatamente se houver uma falha.

A frequência com que os backups devem ser feitos realmente depende de três critérios:

  • A sensibilidade de seus dados
  • A quantidade de dados
  • Com que frequência seus dados são alterados

Faça uma programação para um teste de restauração completo. Talvez seja uma vez por ano, talvez seja trimestral ou mensal. O que quer que você decida, anote em sua agenda e faça o teste!

ESTRATÉGIA DE BACKUP 3-2-1

Não importa que tipo de dispositivo você usa para fazer backup de seus dados, ou com que freqüência você testa seus backups, não há como garantir se contra perda de dados. A melhor maneira de realmente proteger seus dados é ter várias cópias e testar todas elas. Por esse motivo, sempre recomendamos seguir a regra 3, 2, 1:

  • 3 cópias integrais de todos os seus dados 
  • 2 cópias em dispositivos locais
  • 1 cópia mantida fora do local ou na nuvem

Em um cenário real, a regra 3-2-1 poderia ser um servidor em produção, um segundo servidor em que o backup do primeiro servidor é feito e uma solução em nuvem para armazenar uma terceira cópia completa. 

RECUPERAÇÃO DE DADOS COMO ÚLTIMO RECURSO

O serviço de recuperação de dados deve sempre ser incluído em um plano de backup como último recurso. Caso algo dê errado com seu sistema de backup, é uma boa ideia já ter verificado e escolhido uma empresa de recuperação de dados em que você confia seus dados. 

A E-RECOVERY é uma das empresas mais capacitadas de recuperação de dados do Brasil e podemos ajudá-lo quando a sua empresa sofrer uma perda de dados. Recuperamos dados de NASServidorStorage, HD, SSD e outros dispositivos. Se o seu backup falhou, e você precisa recuperar seus dados, consulte-nos para um orçamento sem compromisso.

Rolar para cima