O que fazer com um HD com problemas?

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp

O HD é um dos componentes principais de qualquer computador e pode conter uma grande quantidade de dados. Os arquivos são armazenados de forma que possam ser acessados a qualquer momento.

Infelizmente, há momentos em que o disco rígido está corrompido, ou ocorreu uma falha no disco rígido e você teria uma grande chance de perder todos os seus dados preciosos.

Quando as informações armazenadas não podem ser acessadas facilmente, podemos dizer que ocorreu um problema no disco rígido.

A falha do disco rígido pode ocorrer de forma gradual ou catastrófica. É difícil diagnosticar uma falha gradual do HD, pois seus sintomas, como lentidão do PC ou arquivos corrompidos podem ser causados por outros problemas como ransomwares ou vírus. 

O número crescente de setores defeituosos (bad blocks) pode resultar na corrupção do disco rígido. O HD adiciona os setores defeituosos gradualmente à sua tabela de defeitos e, eventualmente, para de funcionar. 

O HD pode falhar de várias maneiras , que podem ser limitadas, progressivas, totais ou imediatas. Na maioria dos casos, os dados podem ser recuperados parcial ou totalmente. Em casos graves, os dados podem ser completamente destruídos.

Cada conjunto de problemas de disco rígido é acompanhado por soluções diferentes. Descubra a natureza dos problemas do seu computador para determinar a melhor maneira de corrigi-los.

Se você suspeitar que seu disco rígido está com problemas, faça backup dos seus dados. É sempre melhor estar preparado e ter seus dados seguros, do que o HD parar e funcionar e você perder todos eles.

AVISOS DE UMA FALHA IMINENTE

Antes de parar de funcionar completamente o disco rígido avisará sobre sua condição de deterioração. Aqui estão alguns sinais de alerta de que seu HD está com problemas:

  • Arquivos desaparecendo
  • Congelamento do computador
  • Dados corrompidos
  • Lentidão do HD
  • Ruídos estranhos no HD

Agora vamos conhecer os principais problemas que podem acontecer com o seu HD, e como podemos resolvê-los.

ARQUIVOS CORROMPIDOS, HD EM MODO RAW

Quando o HD está corrompido, será impossível acessar os dados. No entanto, recuperar dados de um disco rígido corrompido não é impossível se você possuir os conhecimentos adequados. 

A primeira etapa para recuperar seus dados é verificar o que causou a corrupção. Existem muitos motivos pelos quais ocorre a corrupção de dados. Vamos examinar alguns deles: 

1) Em muitos casos, um HD pode ficar corrompido  à medida que o dispositivo de armazenamento envelhece. O motivo dessas falhas é que durante a operação, ou mesmo quando o disco rígido não está em uso, os dados podem sofrer degradação pela deterioração na camada magnética dos discos. Os arquivos ficam corrompidos e não podem mais ser acessados. 

2) A corrupção de dados também ocorre devido a uma perda repentina de energia, ou a um desligamento incorreto do computador diretamente pelo botão liga/desliga. Quando isto acontecer, a partição poderá aparecer como espaço não alocado ou em modo RAW. Algumas vezes, o Windows poderá pedir para formatar a partição ou o HD, mas se você fizer isso, poderá perder todos os seus dados.

3) Fechamento acidental do programa sem salvar o arquivo que estava em uso. Se você estiver editando um longo texto no Word por horas, e acidentalmente fechar o programa ou ele travar, o arquivo poderá ficar corrompido ou mesmo nem ter sido salvo. Para evitar este tipo de problema, ative a opção de auto-salvamento do Word.

Não use as ferramentas de reparo de volume do sistema operacional integradas (como CHKDSK ou FSCK) para consertar o disco rígido. O uso dessas ferramentas integradas geralmente causa mais danos e evita que os dados sejam recuperados.

Às vezes, um software de recuperação de dados pode encontrar partes fragmentadas do arquivo em outros setores do disco rígido e reconstruí-lo. No entanto, a recuperação de dados do tipo “Faça você mesmo” sempre traz riscos significativos. Se você decidir usar essas ferramentas, certifique-se de não instalar o programa no próprio HD. E jamais salve os dados encontrados no próprio disco. 

Se você ficar sem opções depois de esgotar todos os itens acima, entre em contato com um provedor de serviços de recuperação de dados profissional .

BAD BLOCKS, HD LENTO

Bad Blocks são setores do prato magnético do HD que não estão mais acessíveis, ou não são mais confiáveis para armazenar os dados. Blocos defeituosos também são chamados de setores defeituosos. 

Um bad block físico provém de danos na mídia magnética do HD. Em unidades de disco rígido magnético (HD), blocos defeituosos podem ocorrer quando um local na superfície de gravação está com defeito ou danificado.

Os HDs podem sair da fábrica com blocos defeituosos originados no processo de fabricação. Antes de o dispositivo sair da fábrica, esses blocos defeituosos são marcados como defeituosos e remapeados para os setores extras da unidade.

Um bad block também pode resultar de acidentes como a queda de um laptop, que pode fazer com que o cabeçote da unidade danifique o prato. Poeira e desgaste natural também podem danificar os HDs.

Se a quantidade de bad blocks for reduzida, talvez você possa usar um programa de recuperação de dados. Se o resultado for negativo, ou o próprio programa travar, somente equipamentos profissionais de data recovery como o PC3000 poderão acessar o HD para recuperar seus dados.

Este tipo de equipamento tem uma sofisticada programação onde ele pode pular os setores defeituosos ou diminuir o tempo em que tentará fazer a leitura. E também acessar o HD diretamente (sem passar pelo sistema operacional) para acionar comandos do protocolo SATA como SOFT RESET ou HARD RESET quando encontrar um setor ruim.

Se mesmo assim ele não conseguir continuar a leitura, ele poderá desligar a energia elétrica (POWER OFF), aguardar um tempo pré-programado e reiniciar o disco novamente, tudo isso de modo automático sem a necessidade de intervenção humana.

DADOS DELETADOS, HD FORMATADO

O que acontece quando você exclui um arquivo? O Windows (e outros sistemas operacionais) rastreia onde os arquivos estavam gravados no HD por meio de “ponteiros”. Cada arquivo e pasta em seu disco rígido tem um ponteiro que informa ao Windows onde os dados do arquivo começam e terminam.

Quando você exclui um arquivo, o Windows remove o ponteiro e marca os setores que contêm os dados do arquivo como disponíveis. Do ponto de vista do sistema de arquivos, o arquivo não está mais presente no disco rígido e os setores que contêm seus dados são considerados espaço livre.

No entanto, até que o Windows realmente grave novos dados sobre os setores que contêm o conteúdo do arquivo, o arquivo ainda pode ser recuperado. Um programa de recuperação de arquivos pode fazer a varredura de um disco rígido em busca desses arquivos excluídos e restaurá-los. Se o arquivo foi parcialmente sobrescrito, o programa de recuperação de arquivo pode recuperar apenas parte dos dados.

NOTA: Observe que isso não se aplica a unidades de estado sólido (SSDs).

Se você está se perguntando por que seu computador não apaga arquivos quando você os exclui, na verdade é muito simples. Excluir o ponteiro de um arquivo e marcar seu espaço como disponível é uma operação extremamente rápida. Em contraste, apagar realmente um arquivo sobrescrevendo seus dados leva muito mais tempo.

Por exemplo, se você estiver excluindo um arquivo de 10 GB, isso seria quase instantâneo. Para realmente apagar o conteúdo do arquivo, pode levar vários minutos – o mesmo tempo que se você estivesse gravando 10 gigabytes de dados no disco rígido.

Se você acidentalmente excluiu um arquivo e precisa recuperá-lo, há algumas coisas que você deve ter em mente. Você deve tentar recuperar o arquivo o mais rápido possível. Como o Windows continua a gravar arquivos em seu disco rígido, as chances de sobrescrever os arquivos excluídos aumentam. 

Você deve tentar usar o disco rígido o mínimo possível. A melhor maneira de recuperar um arquivo excluído de um disco rígido é desligar o computador imediatamente após a exclusão do arquivo e conectar o HD em outro computador que fará a recuperação.

Se você tentar recuperar um arquivo instalando um programa de recuperação de arquivos no mesmo disco rígido, o processo de instalação e o uso normal do disco rígido podem sobrescrever o arquivo.

DANOS FÍSICOS NO HD

Tem como recuperar dados de HD fisicamente danificado? Sim,  acredite ou não, seus dados ainda podem ser recuperados se o disco rígido tiver sofrido danos físicos e estiver apresentando alguns destes sintomas:
 
  • O acesso aos arquivos está intermitente ou lento?
  • O computador falha ao inicializar ou não está funcionando corretamente.
  • O computador apresenta uma tela azul ou está travando?
  • O HD começou a fazer ruídos ou cliques estranhos?
  • O HD externo caiu da sua mesa? 
  • O HD não é mais reconhecido pelo Windows
  • O motor do do HD não liga, e não há nenhum movimento ou vibração.

Cenários como esses podem fazer com que um disco rígido sofra danos na mídia magnética ou nos cabeçotes de leitura/gravação e, como resultado, perca os dados gravados no HD.

O QUE PODE DANIFICAR UM HD?

  • Um HD pode ser danificado por muitos motivos diferentes. Apesar deles serem resistentes até certo ponto a impactos físicos, certas situações podem fazer com que ele pare de funcionar:
  • Fortes impactos ou queda acidental do HD externo ou notebook enquanto ele está ligado.
  • Esquecer seu HD externo num carro fechado em um dia muito quente.
  • Problemas na rede elétrica, como quedas súbitas de energia.
  • Desligar o computador diretamente no botão, e não através do próprio sistema operacional.
  • HD com muito tempo de uso que sofreu desgaste nas cabeças ou deterioração na mídia magnética.

Vamos entender como um HD funciona para você entender melhor. Um disco rígido possui em seus interior um ou mais pratos magnéticos. Para as operações de leitura ou gravação dos dados os pratos rodam a 5400 ou 7200 rpm. Para que os cabeçotes possam se mover, ela são montados num braço móvel que é conectado ao motor do HD. 

Todo esse intricado mecanismo de precisão faz a comunicação com o seu computador através de uma placa controladora (PCB = Printed Circuit Board). Qualquer um destes componentes podem apresentar falhas mecânicas ou eletrônicas fazendo com que o HD pare de funcionar.

Os dados estão armazenados nos platters (pratos) magnéticos,e  se todo esse conjunto não funcionar adequadamente, o HD apresentará ruídos ou o motor nem funcionar, impedindo o acesso aos dados gravados.

Danos nos pratos ocorrem quando o revestimento magnético em um disco rígido é danificado. Isto acontece quando as cabeças de leitura / gravação entram em contato com os pratos giratórios em um HD. Isso pode ser o resultado de queda do disco rígido durante a operação, ou de superaquecimento e uso excessivo.

Os pratos também podem sofrer danos se a câmara interna do HD ficar contaminada. Qualquer substância que se infiltre na caixa do disco rígido pode causar um ‘crash’, caso ocorra contato entre as cabeças e o prato.

Meus dados podem ser recuperados após meu HD apresentar danos físicos? A resposta é “depende da marca da unidade e da gravidade da falha.” Teremos que checar a extensão dos danos para lhe dar uma resposta honesta.

Se você suspeitar que sua mídia sofreu danos físicos, desligue-a imediatamente para evitar mais danos ao HD, o que pode resultar em perda irreversível dos dados.

Não tente isso em casa! Muitas pessoas abrem seus HDs antes de enviá-los para nós. Você não deve abrir a unidade sozinho, até mesmo a menor poeira pode contaminar o HD. Ou apertar os parafusos com muita pressão pode amassar a carcaça do HD. Sem saber, as pessoas estão destruindo suas chances de recuperar seus dados.

Nosso conselho é nunca abrir os discos rígidos antes de enviá-los à uma empresa especializada em recuperação de dados. Infelizmente, com os problemas físicos em HDs não há opção para fazer você mesmo. Um ambiente estéril em sala limpa e a ajuda profissional são necessários para tentar restaurar seus dados com segurança.

ERROS HUMANOS

Erros cometidos por usuários devido à falta de experiência ou desatenção tornam-se o motivo da perda de dados em 30% dos casos.

EXCLUSÃO ACIDENTAL DE ARQUIVOS IMPORTANTES – Ao trabalhar com arquivos, os usuários podem excluir acidentalmente alguns dados importantes. O sistema operacional oferece duas maneiras alternativas de realizar o procedimento de exclusão de arquivo. Os arquivos podem ser excluídos com a ajuda da Lixeira, que é um método de duas etapas. 

Primeiro, você exclui um arquivo usando um menu de contexto ou pressionando o botão “Excluir” no teclado. Segundo, você esvazia a Lixeira. Outra maneira de excluir um arquivo é pressionar as teclas Shift + Delete. Neste caso, ele será removido imediatamente, ignorando a Lixeira. Certamente, o sistema operacional avisará o usuário de ações possivelmente erradas, mas, como regra, os usuários deixam de prestar atenção às mensagens de aviso.

FORMATAÇÃO DE DISCO SEM CÓPIA DE BACKUP – Nem é preciso dizer que é necessário fazer uma cópia de segurança de todos os arquivos importantes antes de formatar a unidade, mas às vezes erros acontecem. Além disso, ao decidir reinstalar o sistema operacional, o usuário pode selecionar acidentalmente a partição errada e descobrir isso quando a instalação já estiver em andamento.

SOBRESCREVER O CONTEÚDO DE UM ARQUIVO – Qualquer editor de arquivo, seja documento, vídeo, imagem ou áudio, permite ao usuário alterar o conteúdo do arquivo. Uma vez que o botão “Salvar” é pressionado e o arquivo é fechado, novos conteúdos são sobrescritos sobre os anteriores. Infelizmente, se por algum motivo você precisar da versão anterior do arquivo, este caso não pode ser tratado por nenhum software de recuperação de dados. A única coisa que você pode fazer é recriar o arquivo do zero.

TENTATIVA MAL-SUCEDIDA DE RECUPERAR AS INFORMAÇÕES PERDIDAS – Tendo percebido que os dados estão perdidos, é importante evitar todas as ações descuidadas que podem levar à perda irreversível de dados. Não use nenhuma ferramenta de reparo do sistema, como o CHKDSK. Esses utilitários geralmente tentam preencher as informações ausentes no disco, causando a substituição de dados importantes. O CHKDSK também pode interpretar mal o problema do sistema de arquivos e fazer um reparo inadequado.

VÍRUS OU RANSOMWARE

O ataque de vírus é um dos principais problemas enfrentados pelo HD. Esse problema ocorre quando o disco rígido é atacado por um vírus ou malware. Ele infecta um computador e pode se espalhar para outros equipamentos na rede. 

Se o usuário fizer backup de arquivos que contenham vírus, o sistema será infectado novamente e resultará em falha do disco rígido. Não abra links ou e-mails se não souber a sua origem, ou se não tiver certeza da credibilidade da fonte. O mesmo princípio se aplica ao arquivos que você baixa da Internet.

Os sintomas de problemas causados por vírus podem ser pop-ups estranhos, suas guias de Internet ou links sendo redirecionados aleatoriamente, navegação lenta na Internet, falhas ou congelamentos do PC ou até mesmo desligamento total do computador.

Use um firewall e bloqueadores de anúncios para evitar que pop-ups e outros sites de phishing acessem seu computador ou apareçam nos resultados de pesquisa. Use o bom senso em suas pesquisas na Internet. Visitar sites menos confiáveis ou baixar conteúdo suspeitos pode tornar seu computador vulnerável a vírus e malwares que, de outra forma, poderiam ser evitados.

A melhor solução para este problema é escanear o HD regularmente com a ajuda de um programa antivírus confiável. É necessário atualizar o programa antivírus com freqüência para que ele possa detectar quase todos os tipos de vírus e programas de ransomware.

Se você perdeu os dados do seu HD por qualquer motivo, consulte a E-RECOVERY. Se for possível, recuperaremos todas as informações que foram perdidas do seu HD!

Rolar para cima