fbpx

Como proteger os dados de uma empresa?

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp

As empresas enfrentam um número crescente de ameaças diariamente. Ransomware,  phishing, vazamento de dados, hacking e ameaças internas são todos problemas de segurança com os quais as empresas estão lidando. As questões de segurança da informações de uma empresa têm um grande impacto nos negócio, desde perda de receita até danos na reputação da sua marca.

Uma violação de dados pode se transformar em um evento catastrófico para qualquer empresa, especialmente para pequenas empresas que podem não estar preparadas para esse tipo de ameaça. O Relatório de Ameaças à Segurança na Internet da Symantec de 2015 descobriu que 60% de todos os ataques direcionados atingiram empresas de pequeno e médio porte. 

Como proprietário de uma empresa ou funcionário, há uma série de medidas preventivas que você pode seguir para ajudar a manter os dados de sua empresa protegidos. O lugar mais importante para começar é conhecer as causas comuns de violações de dados e como evitá-las antes que o estrago seja feito.   

 

Você pode pensar que as violações de dados são causadas principalmente por hackers que invadem o sistema. Embora esse cenário seja o que ganha as manchetes na mídia, o fato é que erros dos funcionários, como um computador ou dispositivo móvel perdido ou roubado, ou o download de software malicioso, também podem levar à perda de dados ou a um incidente de violação de dados.

Treine seus funcionários para entender melhor esses riscos para ajudar a proteger os dados de sua empresa. Por mais prejudiciais que possam ser as ameaças à segurança dos dados de uma empresa, elas também podem ser facilmente evitadas quando você dispõe das proteções adequadas. Se você deseja garantir a continuidade dos negócios, investir nos métodos certos é essencial. 

AS INFORMAÇÕES DA SUA EMPRESA ESTÃO SEGURAS?

1 – CRIE UMA ESTRATÉGIA CONTRA VIOLAÇÃO DE DADOS – Você sempre precisa estar preparado para o pior cenário. A maneira como você responde a incidentes de segurança pode ser a diferença entre uma pequena perda de dados e uma violação cara. Empresas de todos os tamanhos devem ter uma estratégia formal de segurança de TI que seja a mais detalhada possível. É imperativo que não apenas estabeleça como proteger os dados e recursos existentes, mas o que fazer se as coisas derem errado. Uma estratégia contra desastres garante que você estará um passo à frente, em vez de fazer qualquer ação precipitada que possa piorar as coisas.

2. PROTEJA-SE CONTRA RANSOMWARES E VIRUS – Afaste as ameaças cibernéticas que possam atacar seus dados protegendo seus PCs e rede contra malwares. Software malicioso que pode causar grandes danos aos dados, o malware pode invadir máquinas desprotegidas sem que você saiba sobre isso. É essencial que você se proteja de malware através do seguinte:

  • FIREWALL – Embora não seja suficiente por si só, o firewall integrado do roteador fornece a primeira linha de defesa, então ligue-o.
  • PROGRAMA ANTI-VÍRUS: Softwares de segurança sofisticados protege sem comprometer o desempenho do seu computador ou rede. Procure proteção que possa lidar com roubo de identidade, sites suspeitos e hackers de uma só vez. Mantenha os e-mails limpos: o software anti-spam protege contra e-mails indesejados, que podem criar riscos e distrações para os funcionários. 

3 – MANTENHA SUA REDE SEM FIO SEGURA – Se você tiver uma rede sem fio, cuidado! Os hackers estão esperando para atacá-la sem avisar. Uma chave de criptografia pode confundir aqueles que não são especialmente experientes em tecnologia, mas para os hackers, é muito fácil contorná-la. Fortaleça seu roteador usando a configuração de criptografia mais forte possível para proteger sua empresa, e desligue a que torna sua rede visível. No que diz respeito aos hackers, eles não podem hackear o que não podem realmente ver.

4 – PROTEJA AS SENHAS – Mesmo algo tão simples como uma senha pode ser otimizada para proteger seus dados. Eles podem ser um incômodo de lembrar, mas quanto mais complexas forem suas senhas, mais proteção você terá. Crie suas senhas com pelo menos oito caracteres e incorpore números e outros caracteres fora do padrão a elas, para que não possam ser adivinhadas facilmente. Alterá-los com frequência também pode ajudar, assim como empregar credenciais que não são palavras, mas combinações de letras, números e caracteres especiais aparentemente aleatórios. 

5 – CRIE UM PLANO PARA DISPOSITIVOS PESSOAIS – Mais comum em empresas de pequeno a médio porte, certifique-se de estar a par dos riscos de segurança associados a funcionários que trazem e usam seus próprios dispositivos. Crie um plano para a prática a fim de fornecer alguma proteção contra repercussões legais caso haja algum problema. Crie uma política clara e abrangente cobrindo questões de monitoramento da Internet, e procedimentos para funcionários que trabalham remotamente ou usam seus próprios dispositivos como parte de suas funções. Embora essas práticas possam aumentar a produtividade e reduzir as despesas gerais, elas também podem apresentar novas questões de segurança se não forem gerenciadas de maneira adequada.

6 – CONFIGURE ATUALIZAÇÕES AUTOMÁTICAS DE SOFTWARE – Os hackers adoram varrer uma rede ou site para ver qual versão do software está sendo executada para facilitar a exploração das vulnerabilidades de versões mais antigas. Atualizar as configurações de segurança do dispositivo, sistemas operacionais e outros softwares para suas versões mais recentes pode evitar que isso aconteça. Configure seu sistema para que quaisquer patches e melhorias possam ser instaladas automaticamente em segundo plano para proteção adicional contra ameaças potenciais.

7 – FAÇA VERIFICAÇÃO DE ANTECEDENTES DOS FUNCIONÁRIOS – Seja extremamente vigilante em relação à contratação de novos funcionários. A proteção contra ameaças internas desempenha um papel fundamental na segurança cibernética eficaz. Analise o histórico deles e tenha uma ideia de que tipo de pessoa eles são. Além disso, esteja atento às mudanças no caráter dos funcionários existentes, pois isso pode ser um indicativo de outros problemas.

8 – DESCARTE OS DADOS DE MANEIRA ADEQUADA – Ter as medidas adequadas para descartar os dados que não são mais necessários é um fator crítico na redução do risco de uma violação de segurança. Garantir que dispositivos e mídias de armazenamento retirados e reutilizados tenham seus conteúdos removidos de forma adequada garantirá que os dados confidenciais da empresa não possam ser recuperados posteriormente, e não caiam nas mãos erradas.

9 – USE O ARMAZENAMENTO EM NUVEM – Se sua empresa não tem tempo ou experiência para ficar por dentro de todas as atualizações de problemas de segurança que requerem atenção, então pode valer a pena procurar um provedor de serviços em nuvem. Um provedor de nuvem confiável será capaz de armazenar dados, manter patches de software e implementar segurança. Embora provavelmente não seja adequado para grandes organizações, essa pode ser uma boa abordagem para pequenas empresas que buscam fornecer a si mesmas um certo grau de proteção.

10 – EDUQUE SEUS FUNCIONÁRIOS – É importante garantir que todos em sua empresa entendam a política de segurança da empresa. Quer você opte por fazer isso durante a integração de novos funcionários, ou conduzir cursos de atualização semestrais, vale a pena realizar essas reuniões. E certifique-se de que todos estão observando as práticas em toda a empresa.

11 – ROUBO DE DISPOSITIVOS – O número de notebooks perdidos ou roubados em aeroportos e outros ambientes está na casa dos milhões no mundo inteiro. E um laptop roubado, se não for protegido por senha, dá a qualquer um que o usa acesso total às suas informações. A boa notícia é que evitar essa ameaça à segurança é fácil, sempre mantenha seu laptop à vista ou perto de você.

12 – SALVE APENAS AS INFORMAÇÕES NECESSÁRIAS – Quanto mais informações você coleta sobre seus clientes e funcionários, mais você precisa protegê-los. As empresas geralmente salvam mais informações do que o necessário, e seus clientes são os que sofrem se ocorrer uma violação de dados. Para limitar o que os hackers podem roubar, salve apenas as informações de que você realmente precisa para administrar seu negócio. Evite coletar itens extras e, se precisar de informações apenas temporariamente, descarte-as de maneira adequada depois de usá-las.

13 – MANTENHA UM INVENTÁRIOS DE INFORMAÇÕES – Notebooks, smartphones, tablets e pen drives fornecem muitas maneiras convenientes de armazenar e transferir informações, mas isso também resulta em mais oportunidades para os dados caírem nas mãos erradas. Acompanhe quais informações você está armazenando, onde você as armazena e quem tem acesso a elas. Certifique-se de que este inventário de informações inclua arquivos eletrônicos e documentos físicos com informações confidenciais.

14 – ARMAZENE DOCUMENTOS FÍSICOS COM SEGURANÇA – Ataques cibernéticos podem ser uma ameaça mais comum, mas documentos perdidos ou roubados podem ser igualmente graves. Sempre que os documentos contêm informações confidenciais, é importante mantê-los protegidos de olhares indiscretos. Armazene os documentos em um arquivo ou sala trancada que só os funcionários mais confiáveis possam acessar. Descarte os documentos desnecessários passando-os por uma trituradora.

15 – PROTEÇÃO CONTRA FRAUDE DE FUNCIONÁRIOS – Independentemente do quanto você confia em seus funcionários, é aconselhável usar controles internos para limitar o risco de fraude de seus funcionários. Caso contrário, os funcionários podem fazer mau uso dos fundos da empresa ou roubar informações do cliente. Limite o acesso de cada funcionário apenas às informações de que precisam para seu trabalho. Certifique-se de que seus sistemas registrem quais informações cada funcionário acessa. Configure a segregação de funções para evitar que um único funcionário tenha muitas responsabilidades. Por exemplo, em vez de um funcionário fazer compras e revisar relatórios de despesas, divida essas tarefas entre dois funcionários.

16 – MONITORE AS CONTAS DE LOGINS DE FUNCIONÁRIOS – A conta de qualquer funcionário é uma entrada potencial para que hackers acessem suas informações mais valiosas. Para proteger sua empresa contra hacks de contas de funcionários, você deve analisar seus registros e comportamento enquanto define alertas baseados em regras. Ao fazer isso, você pode identificar tentativas de login incomuns que geralmente indicam um hacker dentro da conta.

17 – CRIE CONTRATOS DE TRABALHO METICULOSOS – Em todos os seus contratos de trabalho, inclua texto que proíba seus funcionários de compartilhar certos tipos de informações. Sempre que um funcionário compartilha informações, ele transmite dados por meio de um canal que, mesmo que seja altamente seguro, ainda pode teoricamente ser violado. Se essa informação não for compartilhada em primeiro lugar, ela não poderá ser acessada.

A E-RECOVERY é uma empresa especializada em recuperação de dados de quase todos os dispositivos. Se você perdeu dados e precisa recuperá-los, entre em contato conosco e solicite um orçamento sem compromisso!

Rolar para cima