fbpx

Como descartar um SSD com segurança?

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp

Doar um SSD usado pode parecer uma coisa boa se você se preocupa com reciclagem e proteção ao meio-ambiente. Mas pode não ser uma boa idéia se você quiser manter seus dados seguros. O descarte e a reciclagem de SSDs são mais complicados do que você imagina.

A tecnologia SSD está evoluindo rapidamente. À medida que os preços caem, a velocidade e a capacidade continuam a crescer, e os SSDs ganham cada vez mais espaço no mercado de armazenamento. Apesar de sua longa vida útil, até mesmo os SSDs, como os HDs tradicionais, eventualmente precisam ser substituídos. Quando chegar esse momento, as características específicas destas unidades devem ser levadas em consideração para limpar ou destruir um SSD com segurança.

O descarte seguro de SSDs antigos ou obsoletos sem correr o risco de roubo e/ou acesso não autorizado aos dados requer um pouco de trabalho. Os dados devem ser removidos ou criptografados e o próprio SSD físico deve ser descartado. Embora a doação de SSDs usados possa parecer uma alternativa viável, alguns especialistas são contra isso.

Aqui estão algumas dicas para garantir que você limpe e destrua completamente um SSD.

ELIMINAÇÃO SEGURA DE DADOS DE SSD

Simplesmente excluir arquivos e formatar a unidade pode não ser suficiente para remover todos os dados de um SSD. Para remover completamente qualquer vestígio visível de dados, é recomendável o uso de um programa de substituição de dados em várias etapas que seja compatível com a tecnologia SSD. O princípio é o mesmo da eliminação de dados em um HD,  gravando dados aleatóriso em todo o espaço do SSD.

Verifique no site do fabricante uma ferramenta projetada especificamente para o seu modelo de SSD. Os fabricantes de SSDs costumam criar seu próprio software disponível gratuitamente para apagar com segurança o conteúdo da unidade. Como alternativa, pode-se simplesmente criptografar todos os dados no SSD, descartar a chave de descriptografia e reformatar o dispositivo. O risco de alguém recuperar dados e quebrar a criptografia é muito baixo.

Isso não é tão bom quanto substituir os dados, mas os torna irrecuperáveis na maioria dos casos. Por outro lado, o processo geralmente é muito mais rápido do que esperar que um programa de eliminação de dados com várias passagens conclua seu trabalho repetitivo. Para usar esta opção, você pode simplesmente ativar o FileVault no sistema operacional Mac, ou o BitLocker para Windows 10 na versão Pro.

ELIMINAÇÃO FÍSICA DE SSD

Quando os SSDs armazenam dados que são particularmente sensíveis, a destruição física após o apagamento seguro de um SSD elimina completamente a possibilidade de recuperação não autorizada dos dados. Infelizmente, as empresas muitas vezes cometem o erro de tratar SSDs aposentados como HDs.

Os HDs são muito mais fáceis de destruir fisicamente apenas danificando os seus pratos magnéticos, enquanto os SSDs contêm vários chips de memória que devem ser destruídos individualmente. Isso pode fazer com que as empresas deixem os dados remanescentes em dispositivos aposentados que podem eventualmente ser recuperados por outra pessoa, apesar de ser muito improvável.

Devido à forma como os SSDs são construídos, as tentativas de destruir um SSD com um ímã ou fazer orifícios nos chips ainda podem deixar os dados intactos. É melhor destruí-los completamente com um martelo para que todos os chips de memória contidos nele sejam pulverizados. Você poderia triturá-lo profissionalmente, mas isso fica caro e só é realmente necessário para dados extremamente confidenciais.

DOAR OU NÃO DOAR UM SSD?

Não é recomendável a doação de SSDs usados a funcionários, conhecidos ou instituições de caridade. Todos os equipamentos de TI aposentados devem ser manuseados por uma empresa certificada de descarte de ativos de TI. A maioria das empresas não quer vender seus equipamentos de TI usados, especialmente quando eles podem conter dados de clientes ou da empresa.

Resista à tentação de doar SSDs antigos, mesmo depois de um apagamento seguro e bem-sucedido de SSD. Um dos aspectos mais importantes da higienização da mídia é a confiança. Todos os métodos de higienização envolvem processos manuais, que devem ser realizados por humanos e, portanto, apresentarem falhas em algum momento. A falha em um apagamento feito no SSD pode deixar arquivos confidenciais intactos. Para garantir a confiança, as organizações só devem abrir mão do controle físico da mídia depois que ela for fisicamente destruída.

Agora que você sabe como destruir as informação gravados em um SSD, tome as precauções necessárias para evitar o vazamento acidental dos seus arquivos. Mas, se você não precisar destruir, e sim recuperar os dados de um SSD que parou de funcionar, entre em contato com a E-RECOVERY e solicite um orçamento para o serviço de Recuperação de Dados de SSD.

Na E-RECOVERY você sempre terá as melhores chances de recuperar seus dados perdidos, um excelente atendimento e preços honestos para o serviço de recuperação de dados!

Rolar para cima