A importância de criar clones do HD/SSD antes da recuperação de dados

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp

Para a maioria das pessoas, o procedimento normal ao recuperar dados é apenas escanear os arquivos na unidade / partição selecionada e recuperá-los em outro disco.

Agindo desta maneira, na maioria dos casos o processo de recuperação será executado sem problemas. No entanto, existem algumas situações em que graves problemas podem ocorrer:

  • Os arquivos recuperados no HD ou SSD foram gravados no próprio disco, sobrescrevendo os dados.
  • O HD / SSD que estava com funcionamento instável parou de responder totalmente.
  • Durante o processo de recuperação, o HD / SSD sofreu um surto de tensão e queimou.
  • Enquanto o HD/SSD estava sendo processado, alguém esbarrou no computador e o disco caiu no chão.

Em tais situações, as chances de recuperar os arquivos perdidos podem diminuir de forma dramática, ou até mesmo será impossível recuperar os dados perdidos.

No entanto, existe uma forma de evitar essas situações criando um clone ou uma imagem binária idêntica do HD / SSD problemático. Este é o procedimento padrão das empresas de recuperação de dados profissionais.

Para HDs que estejam funcionais, são utilizados vários softwares para clonar o disco para uma outra unidade, ou criar uma imagem total do HD ou SSD em formato IMG ou DSK por softwares como:

  • Acronis Disk Director
  • GetDataBack
  • Paragon Hard Disk Manager
  • R-Studio
  • Winhex

Para unidades que estejam com bad blocks são usados equipamentos profissionais de recuperação de dados chamados imagers, entre os quais podemos citar:

  • Atola TaskForce
  • Atola Insight Forensic
  • DeepSpar Disk Imager
  • Salvation Data Data Compass
  • Salvation Data File Extractor
  • PC 3000 Data Extractor

Somente após concluído a criação do clone ou da imagem, a recuperação de dados será iniciada. E o processo sempre será executado na cópia, jamais no disco original. Não importa se é um HD de apenas 500 GB ou um equipamento RAID com mais de 50 TB de espaço de armazenamento.  Sempre será criada uma cópia dos HDs originais para aumentar as chances de recuperação de dados. Se você precisar recuperar dados de HD ou de SSD, conte com a ajuda da E-Recovery para estes momentos difíceis.

Rolar para cima