SSD parou de funcionar e não reconhece mais

Share on facebook
Facebook
Share on linkedin
LinkedIn
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp

SSDs oferecem uma série de benefícios em relação aos HDs tradicionais. A principal vantagem dos SSDs é o aumento na velocidade de leitura/gravação dos dados. Eles também consomem menos energia, não tem peças móveis e são mais compactos.

Por causa disso, muitos usuários de SSDs presumem que estes dispositivos são mais confiáveis do que os HDDs tradicionais. A ausência de peças móveis deveria teoricamente impedir que algo dê errado. Infelizmente, isso está incorreto.

Embora um SSD realmente seja muito mais rápido do que um disco rígido, eles não são infalíveis. Na verdade, a durabilidade de um SSD parece ser muito semelhante a de um HD, ou até mesmo menor. Apesar de suas muitas vantagens, os SSDs ainda estão susceptíveis à deterioração da memória flash e falhas físicas. 

A memória flash se desgasta com o tempo, enquanto os capacitores, os resistores, os circuitos integrados e os chips controladores tornam os SSDs sujeitos a falhas elétricas e mecânicas:

  • Componentes eletrônicos com falha
  • Controladora de memória com problemas
  • Danos causados por picos de energia
  • Danos na placa de circuito impresso
  • Danos aos conectores
  • Desgastes das células de memória flash
  • Firmware corrompido

COMO POSSO SABER SE MEU SSD ESTÁ FALHANDO?

Infelizmente, as falhas no SSD são difíceis de detectar. Ao contrário dos HDs, os SSDs não emitem sinais audíveis como clicks, ou lentidão no seu acesso, quando estão prestes a pifar. Os SSDs podem operar em silêncio até que simplesmente param de funcionar, e morrem.

Mesmo assim, os SSDs exibem sinais de alerta que usuários mais experientes podem aprender a identificar. Esta pessoa pode ser capaz de detectar uma falha iminente no SSD, a tempo de fazer um backup preventivo dos arquivos

Aqui estão alguns dos indicadores mais comuns de que seu SSD pode estar se aproximando do limite do ciclo de leitura / gravação das células de memória, ou está tendo problemas físicos:

  • BAD BLOCKS  – Todos as células de memória são vulneráveis a falhas. Seja por desgaste, ou defeito nas células, setores defeituosos podem aparecer de uma hora para outra. Ler ou gravar arquivos pode resultar em falha ou extrema lentidão na operação. Os aplicativos podem funcionar lentamente ou travar com frequência, o usuário pode receber avisos para reparar o sistema de arquivos (CHKDSK), ou o desempenho geral do computador pode diminuir drasticamente, especialmente ao lidar com arquivos grandes.
  • MODO SOMENTE LEITURA  – Embora menos comum, é possível que os SSDs parem de funcionar, exceto no modo somente leitura. No caso de um SSD não funcionar exceto para executar funções somente leitura, a unidade provavelmente está corrompida. Em alguns casos, você ainda terá tempo de copiar os arquivos mais importantes. Nos casos mais graves, a partição inteira poderá aparecer em modo RAW e ficar totalmente inacessível.
  • SSD NÃO RECONHECIDO – Se o SSD simplesmente não é mais reconhecido pelo computador, o dispositivo provavelmente está com danos eletrônicos. O problema pode estar em algum componente queimado, ou o firmware poderá estar corrompido. Experimente conectar o SSD em outro computador. Se mesmo assim ele não for reconhecido, não há nada que um usuário comum possa fazer para reviver um SSD morto.

É POSSÍVEL CONSERTAR UM SSD DANIFICADO?

Se o seu SSD estiver morto, você poderá tentar substituir a unidade se ela estiver em garantia. Caso não esteja, não é possível consertar o SSD defeituoso.

Se o SSD apresentar bad blocks ou está com células de memória desgastadas, provavelmente uma empresa especializada em recuperação de dados de SSD poderá restaurar os seus arquivos perdidos, mas não irá reparar o seu SSD.

A recuperação de dados de vários modelos de SSD pode ser feita com as ferramentas certas. Mas não espere um valor barato. O serviço custará várias vezes o custo de aquisição do seu SSD. E somente será viável se realmente você precisar dos arquivos perdidos.

O alto preço da recuperação de dados de SSD que não é mais reconhecido basicamente tem uma única razão, o altíssimo custo de aquisição deste tipo de ferramentas. Somente é possível fazer este tipo de serviço com a utilização de equipamentos como o PC-3000 SSD e PC3000 Portable System, desenvolvidos e fabricados pela empresa Ace Laboratory.

Quando você precisar recuperar dados de SSD (e não consertar o SSD), consulte a E-Recovery para saber os custos do serviço.