Recuperar HD ou SSD formatado é possivel?

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp

A formatação intencional ou acidental de um disco rígido pode acontecer em várias situações comuns:

  1. Solução solução para um computador inexplicavelmente lento.
  2. Windows ficou instável após ataque de um vírus ou ransomware.
  3. Eliminar informações confidenciais no HD do computador que está sendo vendido. 
  4. A sua nova TV formatar o HD externo quando ele foi conectado.
  5. Mas não reconhecer o HD externo usado no Windows e formatar o disco.
  6. O técnico de informática formatou o HD sem avisar você.

Todas estas situações comuns na vida das pessoas podem se tornar um pesadelo quando você descobrir que não havia feito backup dos dados existentes no HD. Ou se descobrir muito tarde que o backup feito está corrompido.

O QUE É FORMATAÇÃO DE UM HD / ssd?

O processo de formatar um HD ganhou uma má reputação. Do ponto de vista de um leigo, parece algo assustador e que leva à perda total de dados. 

A formatação apaga os dados existentes atualmente em seu disco rígido, e ele aparecerá zerado para o sistema operacional para que novos arquivos possam ser gravados nele. A formatação no Windows pode ser feita de duas maneira diferentes:

  • Formatação rápida do HD: O sistema operacional apagará o registro de todas as pastas e arquivos existentes na MFT (Master File Table) do Windows. Mas, ele deixará o espaço ocupado pelos arquivos intacto, até que novos dados sejam gravados neles. Este tipo de formatação é rápida, demorando apenas alguns segundos para ser executada.
  • Formatação lenta do HD: Também chamada de formatação completa, este tipo de procedimento irá zerar todos os registros de arquivos e pastas existentes. Além disso, escreverá ‘zeros’ em todos os setores existentes no HD. O processo de formatação lenta é demorado e um HD de 1 TB pode demorar cerca de 2h para o processo ser completado.

À primeira vista, tudo que estava gravado foi perdido definitivamente. Felizmente, isto não é uma verdade absoluta e em muitas situações os seus dados podem ser recuperados

POSSO RECUPERAR DADOS DE UM HD FORMATADO?

Geralmente, você pode recuperar dados de um HD formatado, mas existem alguns fatores a serem considerados. O tipo específico de unidade e como você executou o processo de formatação afetam as chances de sucesso na recuperação de um disco rígido formatado.

A coisa mais importante que você pode fazer para aumentar a probabilidade de uma recuperação bem-sucedida é parar de usar o dispositivo imediatamente. Se você parar de usar o HD, os dados podem ser recuperados usando um software de recuperação de dados. 

Se você continuar usando o seu computador, corre o risco de sobrescrever os dados que você deseja restaurar, tornando impossível recuperá-los. Se o arquivo for sobrescrito, os novos dados sobrescreverão os antigos, e o arquivo não pode ser recuperado. 

O Windows movimenta grandes quantidades de dados toda vez que é inicializado. Ele pode criar milhares de arquivos temporários da Internet ao navegar por um site ou criar um enorme arquivo de memória virtual no HD. Todas estas operações podem fazer com que dezenas de gigabytes seja sobrescritos a cada vez que você ligar o seu computador. 

Aqui estão alguns fatores que influenciam as chances de recuperação de dados após a reformatação de um disco ou partição.

Você formatou hd ou SSD?

Existem dois tipos comuns de discos: HDs (discos rígidos) e SSDs (discos de estado sólido). Isso pode parecer uma informação supérflua, mas existem diferenças importantes entre as unidades que tornam a recuperação de dados diferentes entre este dois tipos de dispositivos.

RECUPERAÇÃO DE DADOS DE HD FORMATADO SEM A TECNOLOGIA SMR

Os discos rígidos (HDs) armazenam dados fisicamente, tal qual um toca-discos de vinil. Em uma operação de leitura ou gravação, eles movimentam um branco contendo as cabeças magnéticas e acessam os milhões ou bilhões de setores do HD mudando o seu estado. 

Mesmo que você apague um arquivo, apenas os ponteiros que indicam onde ele estava gravado no HD são deletados. O espaço anteriormente ocupado pelo arquivo ficará intacto até que novos dados o sobrescrevam.

Por analogia, seria como se você apagasse o nome de um capítulo de um livro no seu índice, mas sem realmente arrancar as páginas onde elas estavam registradas. Com um pouco de trabalho, você conseguirá entender o texto que existia no capítulo, não é mesmo?

RECUPERAÇÃO DE DADOS DE HD FORMATADO COM A TECNOLOGIA SMR

A tecnologia SMR (Shingled Magnetic Recording) é usada para superar o principal obstáculo para aumentar a capacidade em HDs de 2.5 polegadas que a limitação para aumentar a densidade de armazenamento. Ao contrário dos discos rígidos convencionais que gravam dados em trilhas magnéticas não sobrepostas paralelas entre si, os drives SMR gravam dados em trilhas parcialmente sobrepostas, permitindo maior densidade de trilha. 

Essa tecnologia de fato aumenta a capacidade do disco rígido, mas quando os dados devem ser sobrescritos ou excluídos, essa operação afetará uma parte de outras trilhas sobrepostas com os dados correspondentes também. Para salvar os dados nas trilhas sobrepostas, eles devem ser gravados em outro lugar, o que torna essa operação muito lenta. 

Para acelerar este processo, são usados os mesmos princípios dos dispositivos SSD e o mesmo comando TRIM. O efeito da recuperação de dados é o mesmo, quando qualquer programa ou sistema operacional solicita dados de arquivos excluídos, o disco rígido retorna zeros ou lixo, tornando a recuperação de dados extremamente difícil ou impossível.

RECUPERAÇÃO DE DADOS DE SSD FORMATADO

Os discos SSD são um pouco mais complicados. Eles usam chips de memória flash para aumentar a velocidade de acesso aos dados. Por isso, eles são muito rápidos do que um HD tradicional. O problema é que as células de memória destes chips tem um ciclo máximo de vezes que podem ser reutilizados. 

SSDs baratos usam células de memória de baixo custo e baixa durabilidade, que tem um ciclo máximo de 100-3000 gravações. SSDs mais caros, ou de uso empresarial, usam células de memória com uma durabilidade maior, com alguns chegando a um máximo de até 100.000 ciclos de gravação.

Outra característica destas memórias de estado sólido é que elas só podem ser escritas quando estão zeradas. Para aumentar o desempenho e aumentar a vida útil através do nivelamento de desgaste em todas as células, SSDs usam um comando chamado TRIM que os ajuda a decidir quais blocos de dados podem ser excluídos ou reescritos. 

O problema com isso é que sempre que você exclui dados de um SSD, o TRIM limpa os blocos de dados completamente. O TRIM não é executado automaticamente, mas nos momentos de ociosidade nas operações de leitura/escrita.  

Infelizmente, esta tecnologia torna mais difícil ou impossível recuperar dados excluídos. Portanto, quando você formata um SSD, é quase impossível recuperar os dados que existiam.

FORMATAÇÃO RÁPIDA OU LENTA DO HD / SSD

Esta pode parecer uma pergunta estúpida à primeira vista, como isso importa? Bem, isso importa muito. Existem dois métodos diferentes de formatação que você poder ter usado. E apenas um deles pode ser recuperado mais facilmente.

A formatação rápida simplesmente exclui os arquivos da unidade. Em seguida, ele reconstrói o sistema de arquivos, enquanto ainda retém os dados na unidade, mantendo intocados os setores em que estavam gravados no HD. Se você formatou rapidamente o seu disco rígido, ainda pode recuperar seus dados. 

Mas em nenhuma circunstância você deve continuar usando a unidade. Se você continuar usando o disco formatado, corre o risco de sobrescrever seus dados, diminuindo ou eliminado completamente a chance de recuperar os arquivos formatados.

A formatação completa é mais demorada e efetiva na hora de apagar quaisquer traços existentes no disco. Além de excluir os dados, este tipo de formatação sobrescreve todos os setores do disco com zeros. Isso remove completamente todos os arquivos armazenados de forma permanente, impossibilitando qualquer tentativa de recuperação.

sistemas de arquivos e recuperação de dados

O sistema de arquivos utilizados pelos computadores também influem na maior ou menor chance de sucesso na recuperação.

Ao excluir um arquivo o formatar o disco, alguns sistemas de arquivos como FAT, exFAT e NTFS apenas marcam o arquivo como excluído e deixam as informações sobre ele e seu conteúdo intactas. Nesse caso, os arquivos excluídos podem ser recuperados com sucesso com seus nomes / caminhos e outros atributos.

Alguns outros sistemas de arquivos, como HFS+ e EXT, destroem completamente todas as informações sobre um arquivo excluído, mas o conteúdo do arquivo permanece intocado. Nesse caso, os arquivos não fragmentados podem ser recuperados apenas como arquivos brutos, ou seja, sem nomes / caminhos de arquivo e seus atributos.

Outros sistemas de arquivos, como APFS, excluem informações sobre os arquivos apenas parcialmente. Nesse caso, alguns arquivos excluídos podem ser recuperados com seus nomes / caminhos e outros atributos, alguns apenas como arquivos brutos.

Como recuperar arquivos de um hd / ssd formatado?

As tentativas de restaurar arquivos de HD ou SSD formatados usando softwares de recuperação tem diferentes níveis de sucesso, dependendo dos fatores vistos anteriormente. 

Muitos programas, pagos ou gratuitos, podem ser utilizados para tentar recuperar os arquivos perdidos. Os mais comuns são: Recuva, Disk Drill, Ontrack Easy Recovery, R-Studio. GetDataBack. Recover My Files, entre muitos outros que você pode encontrar fazendo uma pesquisa na Internet.

Não iremos entrar em detalhes sobre como usar cada um destes programas, pois há inúmeros tutoriais e os próprios manuais das  empresas que criaram os softwares que poderão tirar todas as suas dúvidas.

Na recuperação profissional de dados sempre criamos um clone do HD original para as tentativas de restauração dos arquivos. Evitamos trabalhar diretamente com o HD que perdeu os arquivos para que nenhum procedimento piore a situação existente.

Dependendo do sistema de arquivos, podemos usar uma infinidade de softwares diferentes especializados em plataformas Windows, Linux ou Mac. Como cada programa oferece um resultado diferente, é necessário varrer o disco usando pelo menor 5 destes programas.

Estes procedimentos podem demorar horas ou dias, dependendo da extensão dos danos e também da quantidade de arquivos e capacidade do HD. A quantidade de arquivos existentes também é um fator a se considerar no tempo que será necessário para o serviço.

Um HD de 8 TB contendo algumas centenas de grandes arquivos de vídeo pode demorar muito menos para ser processado do que um HD menor de 1 TB, mas que contém milhões de pequenos arquivos de texto.

Em discos que perderam o índice de arquivos, a recuperação pode ser parcial e com perda dos nomes originais. Neste tipo de recuperação, também chamado de RAW, os arquivos serão recuperados separados apenas por extensão. Ex: 001.jpg, 002.jpg, 003.jpg. 

COMO A E-RECOVERY PODE TE AJUDAR?

Se você estiver receoso de tentar recuperar os arquivos do HD formatado sozinho, ou tem medo de fazer alguma coisa errada que pode apagar seus dados, a E-RECOVERY pode ajudar você!

Traga o seu HD para uma avaliação sem compromisso, e você poderá constatar que nossos preços nem são tão caros como você imaginava. 

Isso sem contar que você terá as melhores chances de recuperar seus arquivos com a nossa experiência de mais de 15 anos no mercado de recuperação de dados!

 

Rolar para cima